Brasil renegociará dívida do Suriname

22/07/2003 - 18h08

Brasília, 22/7/2003 (Agência Brasil – ABr) – A dívida de US$ 85 milhões que o Suriname tem com o Brasil será renegociada. A garantia foi dada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao presidente do Suriname, Runaldo Ronald Venetiaan, durante reunião no Palácio do Planalto. Na declaração conjunta dos dois presidentes, Lula fez questão de afirmar que a dívida não é muito para o Brasil, mas certamente é muito para um país de 450 mil habitantes. "Estamos assumindo o compromisso de discutir com o governo do Suriname a renegociação desta dívida, e o governo brasileiro vai procurar apressar esta discussão", afirmou o presidente Lula.

O presidente do Suriname, Runaldo Ronald Venetiaan, manifestou apoio à participação do Brasil como membro permanente no Conselho de Segurança das Nações Unidas. "Esse apoio muito nos honra e reflete o elevado alto grau de confiança entre nossas diplomacias", disse Lula.

Os dois presidentes acordaram o acesso progressivo do Suriname a informações geradas pelo Sistema de Vigilância da Amazônia (Sivam), como forma de cooperação na área de segurança, defesa e meio ambiente.

Outro ponto importante discutido entre os dois presidentes, foi a questão dos brasileiros que moram no Suriname. O presidente Lula anunciou que já existem negociações para regularizar a situação de quase 40 mil brasileiros que estão naquele país. "Esperamos que logo a situação deles esteja resolvida".