Galeano diz que pessoas podem formar redes de solidariedade

26/01/2003 - 21h54

Porto Alegre, 26/1/2003 (Agência Brasil - ABr) - O jornalista uruguaio Eduardo Galeano, autor de vários livros traduzidos para mais de 20 línguas, disse que, hoje, Porto Alegre é capital do mundo democrático. Durante palestra na conferência "Paz e Valores", no 3° Fórum Social Mundial, Galeano resgatou o estudo de um especialista em línguas indígenas, que descobriu que a palavra mais usada entre os povos de origem maia era "TIK", que quer dizer "nós".

Por outro lado, a palavra mais usada pelas línguas de toda a humanidade, de acordo com estudo de outro lingüista, é a palavra "eu". Segundo Galeano, no Chiapas, região conflituosa do México, ainda hoje se usa a palavra "Tik". Ele acrescentou: Porto Alegre nasceu e cresceu para aprender a dizer para os senhores da economia que se reúnem em Davos, na Suíça: "Tik, tik".

Galeano disse que citou a primeira pessoa do plural para reforçar a idéia de que o ser humano pode trabalhar em rede, solidário uns com os outros. Ele relatou que, não faz muito tempo, uma tonelada de comida e roupa foi enviada à mais pobre província da Argentina, Tucumã. Os doadores eram catadores de papel da província de Buenos Aires. "É uma lição de vida isso, pessoas que ganham seu sustento remexendo o lixo partilhar o pouco que têm com aqueles que nada têm. Aprendamos com eles", conclamou.

Contrário à cruzada que George W. Bush alega ser contra o mal, Galeano disse que quando ele escrever suas memória deveria dizer que atacou o Iraque por causa do petróleo.

Galeano disse ainda que, hoje, o mundo é comandado por uma tríade monárquica e econômica, cujos príncipes são o Fundo Monetário Internacional (FMI), o Banco Mundial e a Organização Mundial do Comércio (OMC).