Lisboa justifica ajuste severo pela necessidade de recuperação da economia

11/07/2003 - 21h31

Rio, 11/7/2003 (Agência Brasil - ABr) - O Secretário de Política Econômica, Marcos Lisboa, fez hoje um balanço das medidas adotadas pela equipe ecoômica nos primeiros seis meses de governo. Segundo ele, a crise econômica que o país enfrentou no ano passado impôs a necessidade de um severo processo de ajuste macroeconômico. "O objetivo inicial do governo foi a restauração da credibilidade da política econômica e dos rumos da economia nacional, para garantir a recuperação das linhas de financiamento, essenciais à atividade econômica".

De acordo com Lisboa, a revisão das metas fiscais e a redução dos gastos públicos foram adotadas imediatamente para que o ajuste fiscal fosse feito com sucesso. "Esse duro trabalho deu início ao processo de efeitos benéficos, decorrentes da redução de comprometimentos de receita, com pagamento de serviços da dívida pública, restabelecendo as linhas de crédito para o governo".

Ele destacou o papel do Banco Central no enfrentamento da ameaça da inflação. "Não se trata mais apenas de um impacto de curto prazo, mas sim do recuo efetivo da taxa de inflação, depois de quase um ano em níveis elevados. Basta lembrarmos da deflação em alguns índices de preços ao consumidor", disse, elogiando a flexibilização cambial.

Marcos Lisboa participou do encerramento do seminário "Política Monetária: Choques e Eficácia", realizado no Banco Central, Rio de Janeiro