Brasil questiona na OMC subsídios japoneses para exportação de aviões

17/02/2011 - 19h35

Luciene Cruz
Repórter da Agência Brasil

Brasília – Para evitar que a Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer) perca mercado na exportação de aviões, o Brasil decidiu questionar, na Organização Mundial do Comércio (OMC), os subsídios concedidos pelo Japão à empresa Mitsubishi Regional Jet, potencial competidora do Brasil no mercado mundial de aviação.

Apesar da preocupação do governo brasileiro, os esclarecimentos japoneses não terão impacto jurídico. O pedido brasileiro por informações serve como alerta para que não haja uma disputa comercial.

O mercado de jatos comerciais de pequeno e médio portes é dominado, atualmente, pelo Brasil, com a Embraer, e pelo Canadá, sede da empresa Bombardier. O Japão é um importante candidato para entrar nessa disputa. No entanto, o governo brasileiro levanta dúvidas sobre as facilidades que o governo do Japão oferece para financiar as operações da indústria local.

Edição: Vinicius Doria