Cooperativas exportaram 35,5% a mais este ano, de acordo com o MDIC

25/10/2011 - 19h31

Stênio Ribeiro
Repórter da Agência Brasil

Brasília – As exportações feitas por cooperativas acumulam divisas de US$ 4,6 bilhões de janeiro a setembro deste ano, um crescimento de 35,5% em relação às vendas externas do setor no mesmo período do ano passado, quando foram contabilizadas exportações de US$ 3,4 bilhões.

A informação divulgada pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) mostra também que as importações feitas por cooperativas, no período, foram pequenas, na faixa de US$ 300 milhões. Como resultado, o saldo comercial do setor corresponde a 93,4% das vendas, no total de US$ 4,3 bilhões, ou 43,3% a mais que o saldo de US$ 3 bilhões em igual período de 2010.

Ao tomar conhecimento dos números, o presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Márcio Lopes de Freitas, ressaltou que a tendência é o setor manter o ritmo crescente das exportações, de modo a somar vendas externas de US$ 6 bilhões este ano. Resultado, segundo ele, de uma visão focada na gestão profissional do negócio.

De acordo com dados da OCB, as maiores exportações das cooperativas, de janeiro a setembro, foram do complexo sucroalcooleiro (US$ 1,7 bilhão), equivalentes a 37,7% do total. Merecem registro também as vendas do complexo soja (US$ 1,1 bilhão), café em grão (US$ 534 milhões), carne de frango (US$ 397,3 milhões) e trigo (US$ 241,5 milhões). Esses cinco itens respondem por 85,5% das exportações do sistema cooperativista.

Os estados com maior participação de cooperativas nas exportações deste ano foram São Paulo (34,1% dos negócios), Paraná (33,8%), Minas Gerais (12,2%), Rio Grande do Sul (6,9%) e Santa Catarina (4,6%). E os principais mercados compradores foram a China (US$ 601,5 milhões), os Emirados Árabes (US$ 465,5 milhões), os Estados Unidos (US$ 385,2 milhões) e a Alemanha (US$ 360,9 milhões).

 

Edição: Aécio Amado