Senadores criticam falta de Neymar e Ganso na lista dos convocados para Copa

11/05/2010 - 22h46

Ivan Richard

Repórter da Agência Brasil

 

 

Brasília - A não convocação dos jovens jogadores do Santos, Neymar e Paulo Henrique Ganso, além da ausência de Ronaldinho Gaúcho para a seleção brasileira que disputará a Copa do Mundo da África do Sul, no mês que vem, também repercutiu no Congresso Nacional. Vários senadores criticaram a ausência dos três atletas da lista principal divulgada hoje (11) pelo técnico Dunga.

 

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) revelou-se “profundamente decepcionado” pela ausência de Neymar e Ganso. “Queria deixar claro que não sou santista, que não torço pelo time do Santos, mas que admiro o time do Santos. A falta de dois jogadores que têm encantado o Brasil inteiro e todos aqueles que gostam de futebol e, portanto, têm essa grande paixão nacional e viram renascer nesses dois jogadores aquela alegria legítima do futebol brasileiro que o fez diferente do futebol do resto do mundo”, disse.

Santista declarado, o senador Aloizio Mercadante (PT-SP) também lamentou a não convocação dos jovens jogadores. “É visível que o talento, a criatividade, a ousadia e a irreverência de Neymar no ataque e, no meio de campo, do Ganso, um arquiteto do futebol, que lembra muito Ademir da Guia, mas mais contemporâneo, ágil e moderno, é um clamor nacional”, afirmou. “É uma pena que o futebol não seja como na democracia, em que o povo escolhe”, completou.

O tucano Álvaro Dias (PR) foi mais um senador que criticou a escolha dos 23 que irão à Copa. “O meu objetivo não é, evidentemente, analisar a convocação do técnico Dunga. Quem é que não gosta do futebol-arte? Quem é que não gosta de atletas qualificados tecnicamente, capazes de transformar a realidade de uma partida de futebol?”.

Eduardo Suplicy (PT-SP) disse torcer para que os dois jogadores do Santos e outros nomes conhecidos da torcida brasileira ainda possam ser chamados. “Espero que o Dunga possa ainda convocar estes extraordinários craques, como Neymar, Ganso, Adriano, Ronaldo, Ronaldinho e outros, mas gostaria de cumprimentar os que foram convocados”.

O líder do PSBD no Senado, Arthur Virgílio (AM), afirmou que a escolha do técnico Dunga em relação à não convocação de Ronaldinho Gaúcho, Adriano e dos dois jogadores do Santos foi errada. “Foi equívoco não convocar Neymar e Ganso; foi equívoco não convocar Ronaldinho Gaúcho, que, se jogar a metade do que sabe, já é melhor que quase todos os jogadores que conheço do mundo. Deveria ter convocado Adriano, porque, se é falta de forma física, a concentração pré-Copa e até a Copa o colocaria como aquele jogador decisivo na área”, disse.

 

 

Edição: Aécio Amado