Academia promove campanha para informar sobre Doença de Parkinson

11/04/2006 - 7h22

Brasília - A Academia Brasileira de Neurologia promove hoje (11) em 12 estados ações de esclarecimento sobre a Doença de Parkinson. A atividade marca o Dia Internacional de Combate à doença.

Com a distribuição de folhetos explicativos e a presença de médicos neurologistas, a campanha vai esclarecer os riscos, sintomas e tratamento do mal. A população de Brasília, Goiás, Pernambuco, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Bahia, Pará e Ceará será informada sobre os fatores que podem provocar a doença, os tratamentos disponíveis e como evoluem as condições do paciente diante das atividades que ele precisa fazer no seu dia-a-dia. A campanha pretende informar também que os medicamentos antiparkinsonianos estão disponíveis na rede pública, o que possibilita o acesso das classes menos favorecidas ao tratamento.

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), existem pelo menos quatro milhões de pessoas no mundo com Parkinson – a maioria com mais de 65 anos. A estimativa é de que esse número dobre até 2040, com o aumento da população idosa. No Brasil, não existem números exatos sobre a doença, pois como não é contagiosa nem epidêmica, não precisa ser notificada às autoridades de saúde, o que dificulta a formulação de estatísticas.