Gil anuncia reconhecimento pelo governo do acervo do arquivo privado do cineasta Glauber Rocha

10/04/2006 - 7h56

Rio - O ministro da Cultura, Gilberto Gil, se reúne às 13h30, no Palácio Gustavo Capanema, no Rio, com a diretora do Centro de Estudos João Gilberto, Edinha Diniz, para apresentar o centro, dedicado a estudos e pesquisas sobre música brasileira e novos projetos.

Às 14 horas, Gil anuncia, na sede do Tempo Glauber, em Botafogo, o decreto do presidente Luiz Inácio Lula da Silva que reconhece como de interesse público e social o arquivo privado do cineasta Glauber Rocha, falecido em 1981. A cerimônia contará com a presença do secretário de Audiovisual do Ministério da Cultura, Orlando Senna, e do diretor-geral do Arquivo Nacional, Jaime Antunes.

O acervo de Glauber, reunido por sua mãe, Lucia Rocha, dispõe de 80 mil documentos. Durante o evento, haverá o lançamento do DVD duplo do filme "Terra em Transe", de 1967, com versão restaurada em alta definição e mais duas horas de extras, e do livro "O Século do Cinema", com textos de Glauber.

No fim da tarde, às 17 horas, Gil concede entrevista no Palácio Gustavo Capanema, juntamente com o cantor e compositor Chico Buarque, sobre a Copa da Cultura. Trata-se do programa de intercâmbio cultural entre o Brasil e a Alemanha, lançado em janeiro passado, que levará para a Alemanha o melhor da produção cultural brasileira, em eventos que ocorrerão paralelamente à Copa do Mundo de Futebol naquele país.