Vôlei feminino brasileiro se prepara para o Sul-Americano de Bogotá

08/08/2003 - 10h24

Brasília, 8/8/2003 (Agência Brasil - ABr) - A seleção brasileira feminina de vôlei se apresentou ontem (7), ao técnico José Roberto Guimarães. As 12 jogadoras convocadas - Fernanda Venturini e Fofão (levantadoras), Virna, Érika, Paula Renata e Sassá (pontas), Walewska, Valeska e Caroline Gattaz (meios-de-rede), Elisângela e Raquel (opostos), e Fabiana Alvim (líbero) - e a comissão técnica se reuniram pela primeira vez para iniciar os trabalhos da preparação para o Campeonato Sul-Americano, de 4 a 7 de setembro, em Bogotá, na Colômbia.

Na entrevista coletiva de apresentação do grupo, o treinador Zé Roberto mostrou-se muito motivado com o nível técnico da sua equipe. "Reunimos as 12 melhores jogadoras do Brasil. Este grupo tem tudo para realizar um grande trabalho e obter bons resultados. As características são semelhantes as da seleção masculina, que conta com 12 atletas em condições idênticas. Este é o resultado de um trabalho de alto nível realizado pelos clubes e pela Confederação Brasileira de Voleibol. Vamos tirar o máximo de proveito disso", avaliou Zé Roberto, admitindo que terá obstáculos na preparação do grupo.

"A partir do momento que vestimos a camisa da seleção brasileira a responsabilidade é imensa. As cobranças serão muito grandes. Temos o sonho do ouro olímpico, mas sabemos que do outro lado vamos enfrentar equipes fortes, como Itália, China e Rússia. No entanto, não podemos abrir mão deste sonho e do bom momento que o voleibol brasileiro atravessa, conquistando títulos e estando sempre no pódio", disse o técnico.

A levantadora Fofão concorda com o treinador e sabe que todo o time terá muito trabalho pela frente. "A cobrança existia antes e vai existir agora. Tenho certeza que, com trabalho e dedicação, alcançaremos os nossos objetivos", afirmou a jogadora. A atacante Virna comemorou a força do atual grupo da seleção feminina. "Este é o melhor time do Brasil atualmente. Temos chances de brigar de igual para igual com qualquer outro time. Contamos com jogadoras de renome e, agora, com certeza, somos um adversário ainda mais respeitado", falou Virna.

A surpresa da apresentação foi a convocação da levantadora Fernanda Venturini. A jogadora, inscrita entre as 18 jogadoras para o Sul-Americano, foi convocada pelo treinador José Roberto porque a levantadora Gisele Florentino não poderá participar dos treinamentos. O MRV/Minas, clube de Gisele, apresentou uma carta de pedido de dispensa médica à comissão técnica da seleção, informando que a jogadora não tem condições para treinar com o grupo.

A seleção feminina treinará em dois horários hoje (8), em São Paulo: pela manhã e à tarde, no Alphaville Tênis Clube, em Barueri, São Paulo.

O técnico José Roberto terá dois desafios nesta temporada. O primeiro será o Campeonato Sul-Americano, entre os dias 4 e 7 de setembro, em Bogotá, na Colômbia. O segundo será a Copa do Mundo, de 01 a 15 de novembro, no Japão, onde as três equipes mais bem colocadas garantirão vaga nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004. Com os dois desafios estabelecidos, Zé Roberto já começou a traçar as suas metas.

Apesar de estar consciente de que as atletas não estão 100% fisicamente, o treinador confia no potencial e na motivação do grupo. "Sabemos que as jogadoras não estão em suas melhores condições. Mesmo porque elas estavam realizando um trabalho diferenciado para começar a disputar a temporada por seus clubes", disse.

Além de grandes nomes dentro de quadra, a seleção brasileira feminina também terá grandes nomes fora dela. Um dos principais destaques de todos os tempos do voleibol brasileiro, a ex-jogadora Ana Moser integra a equipe de assistentes-técnicos do treinador José Roberto Guimarães.

(RE)