one pixel track analytics scorecard

Especial:
Segurança
de Barragens

Empresas investem em tecnologia e gestão para reduzir acidentes

leia o especial

As barragens de rejeitos de mineração são empregadas amplamente em todo o mundo pela indústria. Além de essa tecnologia apresentar riscos inerentes consideráveis, o destino dos resíduos da atividade tende a ser uma preocupação menor das empresas do setor, visto que não são a fonte de seu faturamento – como destaca o relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) Mine Tailings Storage: Safety Is no Accident (Armazenamento de Rejeitos de Minas: a Segurança não É um Acidente). Motivadas por tragédias ambientais e humanas, como a ocorrida em Brumadinho (MG), em 25 de janeiro de 2019, entidades internacionais que representam a exploração mineral avaliam padrões mais rígidos para barragens e tecnologias alternativas mais seguras.

General view from above of a dam owned by Brazilian miner Vale SA that burst, in Brumadinho, Brazil January 25, 2019. REUTERS/Washington AlvesVista aérea do rompimento em Brumadinho
REUTERS/Washington Alves/Direitos Reservados

Neste especial, você vai saber o que são as barragens de rejeitos e o que as tornam tão arriscadas, especialmente quando se fala daquelas construídas a montante. A Agência Brasil fará ainda uma comparação com as barragens de água, que sofrem bem menos acidentes que as usadas na mineração, e abordará as tecnologias existentes para substituir as atuais barragens de rejeitos.

Para que servem e como funcionam as barragens de rejeitos

As barragens são estruturas usadas pelas mineradoras para armazenar rejeitos de minérios - os resíduos da produção mineral. Geralmente, os minérios explorados são encontrados misturados com outros tipos de rochas e substâncias sem valor econômico. Por isso, a necessidade de as empresas separarem o material que será comercializado.

Existem várias formas para realizar o beneficiamento, que é como essa separação é chamada na indústria, mas os métodos mais aplicados utilizam grandes quantidades de água. Nesses casos, ao fim do processo, o que sobra é uma solução de água, lama e outros tipos de rochas, e as barragens são uma destinação para esse resíduo líquido.

Elas são classificadas de modo diferente a depender de como são construídas: a montante, a jusante ou em linha de centro. Essas categorias se diferenciam pela forma como os diques – os blocos que formam a estrutura – são empilhados uns sobre os outros.

À medida que a extração do minério progride, as barragens são abastecidas com os resíduos que sobram da atividade e ampliadas de modo a abrir espaço para que novos rejeitos sejam depositados. Esse processo pode durar várias décadas.

Mas, afinal, qual é o problema com as barragens de rejeitos?

O relatório da ONU Mine Tailings Storage: Safety Is no Accident (Armazenamento de Rejeitos de Min