Compartilhar:

Aplicativos de transmissão ao vivo devem crescer em 2016, avalia pesquisador

Criado em 15/12/15 16h47 e atualizado em 16/12/15 18h13
Por Leyberson Pedrosa* Edição:Líria Jade Fonte:Portal EBC

Em 2015, aplicativos de dados em tempo real fizeram com que o internauta usasse mais a banda larga móvel do seu celular. Tanto o Periscope quanto o Snapchat chamaram a atenção por gerarem conteúdos que expiram depois de um curto período de tempo. Mas, apesar da popularidade dos dois, o pesquisador e professor em Comunicação da Unipampa, Marco Bonito, considera outra rede social como a melhor de 2015: o Instagram.

O Instagram permite a publicação de fotos (tratadas com filtros ou não) tiradas por usuários da ferramenta. Para facilitar o compartilhamento e criar uma rede social online, os internautas podem utilizar hashtags para categorizar livremente as fotos, curtir o material, seguir outros usuários e fazer comentários. Para os usuários que querem ter maior controle sobre a privacidade, os perfis podem ser públicos ou privados.

De acordo com o pesquisador, o aplicativo criado em 2010, ganhou maturidade no último ano. “O Instagram em 2015 teve a melhor performance entre a relação de número de inscritos e de usuários efetivos do sistema. Se tivesse um prêmio a ser dado, seria para ele”, aponta.

 

Limitações para Snapchat e Periscope

Questionado sobre o papel do Snapchat e Periscope, que se popularizaram em 2015, o professor considera que a banda larga móvel brasileira é responsável pela limitação técnica das ferramentas. Ambas trabalham com a transmissão de vídeos e áudio e exigem maior quantidade de dados em uma conexão.

Para Bonito, o próximo ano promete dias melhores para os dois: “Temos a perspectiva que a rede 4G terá mais espaço para funcionar. Hoje, o número de pessoas que tem 4G e a usam efetivamente é baixo e as operadoras de telefonia limitam o uso de transmissão de vídeos”, relata. Em 2016, com a migração para a TV Digital, frequências antes usadas pelas TVs analógicas serão liberadas para ampliação do serviço 4G das empresas de telefonia.

O pesquisador avalia também que houve melhorias na banda larga, o que falicitou o consumo e a produção de material audiovisual. “O brasileiro tem predisposição para a linguagem audiovisual. Ele está melhor alfabetizado na linguagem audiovisual do que a linguagem escrita, por exemplo”.

O professor Marco Bonito participou de entrevista para o programa Ponto Com Ponto Br desta segunda-feira, 14 e comentou também sobre a produção de conteúdos sobre demanda e a relação dos jovens e adultos com o Facebook.

Para ouvir sua participação completa, clique no player abaixo:

*com informações do Ponto Com Ponto Br [2].

 

Tags:  redes sociais [3]
Creative Commons - CC BY 3.0

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Fazer uma Denúncia [4] Fazer uma Reclamação [4] Fazer uma Elogio [4] Fazer uma Sugestão [4] Fazer uma Solicitação [4] Fazer uma Simplifique [4]

Deixe seu comentário