Os supermercados venderam em setembro 4,91% mais, em comparação ao mesmo mês do ano passado, segundo o Índice Nacional de Vendas divulgado pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras)

Imagem: Marcelo Camargo/ABr

Compartilhar:

Supermercados esperam faturar 14,1% a mais com festas de fim de ano

Criado em 29/10/14 16h28
Por Camila Maciel Edição:Nádia Franco Fonte:Agência Brasil [2]

Os supermercados esperam crescimento de 14,1% nas vendas de produtos típicos durante as festas deste fim de ano. Segundo a Associação Brasileira de Supermercados (Abras), apesar de indicar elevação, a taxa é inferior à previsão feita para as vendas do ano passado, quando se esperava alta de 14,9%.

“O nível de encomendas no varejo continua bom. Não é uma grande variação, mas há um clima de tranquilidade do ponto de vista das vendas, apesar de ser menor em muitas categorias”, disse o presidente do Conselho Consultivo da Abras, Sussumu Honda.

Leia mais notícias:

Crise financeira dobrou o número de bilionários no mundo, diz Oxfam [3]

A cerveja é o item com previsão de maior crescimento de vendas no período de natalino: 16,8%. No ano passado, na mesma época, a estimativa era 15,3% de alta nas vendas. Para este ano, depois da cerveja, aparece o refrigerante, com alta prevista de 16,2%. O percentual também é maior do que o verificado no período de festas de 2013, que foi 15,2%. Os demais itens analisados na pesquisa da Abras apresentam recuo na expectativa de vendas. O maior deles foi o de peixes frescos, que caiu de 9,6% para 6%, seguido pelo bacalhau, de 11,9% para 8,4%.

No grupo de produtos de época, o lombo suíno é o que apresenta maior expectativa de aumento de vendas, 15,5%. Na opinião de Sussumu Honda, a alta está relacionada ao perfil das famílias. “Ele [lombo] teve esse aumento na preferência [em detrimento do pernil] pelo fato de as famílias serem hoje menores”, explicou. Os supermercados também esperam grande procura de  panetones, com incremento de 13,8%, assim como de bebidas natalinas (13,6%) e frutas da época (13,5%). Nos itens importados, os vinhos ganham destaque, com estimativa de 10,8% de crescimento nas vendas.

Entre os produtos mais procurados neste período do ano, o pernil é o que deve ficar mais caro em relação aos preços do ano passado, com alta de 12,2%. A cerveja também vai pesar mais no bolso do consumidor, com elevação de 12%. Em seguida, estão o lombo (11,8%), o refrigerante (11,6%) e o frango congelado (11,3%).

O setor supermercadista espera para todo o mês de dezembro crescimento de 4% a 5% nas vendas em relação ao mesmo período do ano passado. A alta, no entanto, ocorre em meio a uma base fraca, ressaltou o presidente da Abras. “O crescimento em dezembro do ano passado foi muito ruim”, lembrou Honda. Em valores reais, houve crescimento de 2,87% nas vendas entre dezembro de 2013 e dezembro do ano anterior. A média de crescimento em relação a novembro é em torno de 25% a 30%, mas, no ano passado, o aumento ficou em cerca de 20%.

Editora: Nádia Franco

Tags:  Economia [1], vendas [4], supermercados [5], Natal [6], festas de fim de ano [7], cerveja [8]
Creative Commons - CC BY 3.0

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Fazer uma Denúncia [9] Fazer uma Reclamação [9] Fazer uma Elogio [9] Fazer uma Sugestão [9] Fazer uma Solicitação [9] Fazer uma Simplifique [9]

Deixe seu comentário