one pixel track analytics scorecard

Digite sua busca e aperte enter


Hugo Chavez é reeleito para seu terceiro mandato na Venezuela.

Imagem:

Compartilhar:

Chávez está com insuficiência respiratória grave, diz ministro venezuelano

Criado em 04/01/13 08h14 e atualizado em 05/01/13 13h48
Por Renata Giraldi Edição:Andréa Quintiere Fonte:Agência Brasil

Hugo Chavez
Durante a cirurgia, no dia 11, o presidente sofreu uma hemorragia e, em seguida, problemas respiratórios. (Lusa)

Brasília – O estado de saúde do presidente da Venezuela, Hugo Chávez, de 58 anos, agravou-se em decorrência das complicações causadas por uma infecção respiratória após a cirurgia para a retirada de um tumor maligno na região pélvica. Chávez está com insuficiência respiratória, considerada grave pelas autoridades venezuelanas, e sendo submetido a um rigoroso tratamento médico em Havana, Cuba.

O ministro da Comunicação e Informação da Venezuela, Ernesto Villegas, ocupou ontem (3) cadeia nacional de rádio e televisão para ler um comunicado, no qual informou sobre a insuficiência respiratória identificada em Chávez.

Leia também:
Maduro volta de Havana e diz que levou a Chávez "todo amor do povo venezuelano"

Há quase um mês o presidente venezuelano está em Havana para o tratamento de combate ao câncer. Nos últimos dias, aumentaram os rumores sobre o agravamento do estado de saúde dele. As filhas e o irmão Adám Chávez estão em Havana para acompanhar o tratamento. Durante a cirurgia, no dia 11, o presidente sofreu uma hemorragia e, em seguida, problemas respiratórios.

Villegas classificou ontem a infecção respiratória de Chávez como grave. "Depois da cirurgia delicada, em 11 de dezembro, o comandante Chávez enfrentou complicações após uma infecção pulmonar grave. A infecção resultou em insuficiência respiratória, exigindo que cumpra um rigoroso tratamento médico", ressaltou.

Depois de ler o comunicado, o ministro reiterou sua confiança na recuperação de Chávez e na equipe médica que o trata.  "[A equipe médica] agiu com o máximo rigor contra cada uma das dificuldades apresentadas", destacou.

Antes de Villegas, o presidente interino da Venezuela, Nicolás Maduro, que também esteve em Havana e retornou para a Venezuela na tarde de ontem (3), responsabilizou o líder da oposição, Ramón Aveledo (Mesa da Unidade Democrática) de estimular os rumores sobre o agravamento do estado de saúde de Chávez.

"Essa batalha o comandante Hugo Chávez tem enfrentado bravamente e ele está ciente de todas as circunstâncias que vive e há esperança com a sua energia habitual, sua confiança e segurança ", disse Maduro.


*Com informações da emissora multiestatal de televisão, Telesur // Edição: Andréa Quintiere

Creative Commons - CC BY 3.0

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Fazer uma Denúncia Fazer uma Reclamação Fazer uma Elogio Fazer uma Sugestão Fazer uma Solicitação Fazer uma Simplifique

Deixe seu comentário