one pixel track analytics scorecard

Digite sua busca e aperte enter


Acidente nuclear na Usina de Fukushima, em abril de 2011, levou países do mundo todo a repensar política energética

Imagem:

Compartilhar:

Primeiro-ministro do Japão diz, em Fukushima, que só reatores seguros serão reativados

Criado em 29/12/12 12h23 e atualizado em 29/12/12 12h45
Por Renata Giraldi* Edição:Tereza Barbosa Fonte:Agência Brasil

Usina Nuclear de Fukushima após acidente
Em março de 2011 explosões na usina em função de um forte terremoto provocaram vazamentos, o que resultou em um dos piores acidentes radioativos da história recente do mundo (Foto: Steve Herman/Voice of America)

Brasília – O novo primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, visitou neste sábado (29) a Usina Nuclear de Fukushima Daiichi, no Nordeste do país. Em março de 2011 explosões na usina em função de um forte terremoto provocaram vazamentos, o que resultou em um dos piores acidentes radioativos da história recente do mundo. Segundo ele, suspender por completo as atividades da usina é um “desafio sem precedentes”. Mas manteve a determinação de só autorizar o funcionamento de reatores nucleares considerados totalmente seguros.

“O trabalho de desmantelamento é um desafio sem precedentes na história da humanidade e seu sucesso vai conduzir à reconstrução de Fukushima e do Japão”, disse Abe ao visitar as instalações da usina que sofreu o mais grave acidente nuclear desde Chernobil, em 1986.

Há informações que o governo do Japão estudar relançar o programa nuclear sob a liderança do Partido Liberal Democrata apesar de a opinião pública atribuir parte da responsabilidade da catástrofe à cultura de cumplicidade entre as autoridades e a indústria.

Porém, Abe reiterou que pretende acabar com a exploração da energia nuclear no Japão até 2030 e que irá autorizar a retomada apenas das operações dos reatores nucleares considerados seguros pelas autoridades. Desde março de 2011, quando houve as explosões e vazamentos, 50 reatores foram desligados para testes de resistência a catástrofes naturais.

As explosões e os vazamentos nucleares levaram à contaminação de plantações e também os pastos. O consumo de produtos da região de Fukushima foi proibido e áreas inteiras foram desativadas, assim como populações retiradas de suas cidades, para evitar o risco de contaminação.

*Com informações da agência Lusa

Edição: Tereza Barbosa

Creative Commons - CC BY 3.0

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Fazer uma Denúncia Fazer uma Reclamação Fazer uma Elogio Fazer uma Sugestão Fazer uma Solicitação Fazer uma Simplifique

Deixe seu comentário