one pixel track analytics scorecard

Digite sua busca e aperte enter


Compartilhar:

Balança comercial registra déficit de US$ 3,174 bilhões em janeiro

Criado em 02/02/15 15h30 e atualizado em 02/02/15 15h51
Por Wellton Máximo Edição:Beto Coura Fonte:Agência Brasil

O país começou o ano importando mais do que exportando. Segundo números divulgados há pouco pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, a balança comercial – diferença entre exportações e importações – teve déficit de US$ 3,174 bilhões em janeiro.

Apesar do resultado negativo, o déficit caiu 21,9% em relação a 2014. Em janeiro do ano passado, o país tinha importado US$ 4,068 bilhões a mais do que tinha exportado, o pior resultado histórico para o mês.

A diferença entre compras e vendas está caindo porque as importações estão recuando mais que as exportações. Em janeiro, o país exportou US$ 13,704 bilhões, recuo de 10,4% pela média diária em relação ao mesmo mês de 2014. As importações somaram US$ 16,878 bilhões, retração de 12% na mesma comparação.

As exportações caíram no mês passado por causa da queda do preço internacional das commodities – bens primários com cotação internacional – e da retração da venda de produtos industrializados, principalmente para a Argentina. O valor das vendas de manufaturados caiu 14,6%, puxado pela queda nos embarques de veículos de passageiros, óleos combustíveis, motores e geradores. As exportações de produtos básicos caíram 11,1%, principalmente por causa do minério de ferro, da carne bovina, da carne suína e do farelo de soja.

A única categoria de produtos a registrar aumento nas exportações foram os semimanufaturados, com alta de 3,1% em relação a janeiro de 2014. O crescimento concentrou-se nas vendas de aço, ferro fundido, madeira serrada e óleo de soja em bruto.

A queda nas importações foi motivada pela diminuição das compras de combustíveis e lubrificantes (-28,4%), de bens de consumo (-14,2%), de bens de capital (-8%) e de matérias-primas e intermediários (-7%). Em relação aos bens de consumo, os maiores recuos ocorreram nas importações de veículos de passageiros e peças, de eletrodomésticos e móveis.

 

Creative Commons - CC BY 3.0

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Fazer uma Denúncia Fazer uma Reclamação Fazer uma Elogio Fazer uma Sugestão Fazer uma Solicitação Fazer uma Simplifique

Deixe seu comentário