Atraso de licença ambiental e baixa procura adiam leilões de energia, diz Zimmermann

25/05/2012 - 20h15

Nielmar de Oliveira
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro – Os leilões de energia A-3 e A-5, destinados ao fornecimento de energia para três e cinco anos respectivamente, foram adiados por causa de atraso no licenciamento ambiental e da baixa procura, disse hoje (25) o ministro interino de Minas e Energia, Marcio Zimmermann, ao participar da cerimônia de posse de dois diretores do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

Também presente à cerimônia, o presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim, confirmou a informação do ministro sobre a falta de demanda para o leilão A-3 e os problemas para obter o licenciamento de todas as hidrelétricas do leilão A-5.

“Neste caso, nós conseguimos licenciamento ambiental prévio apenas para a Usina de Cachoeir