Professores da UnB prometem manifestação por salário durante abertura de conferência de educação

28/03/2010 - 15h46




Pedro Peduzzi

Repórter da Agência Brasil

Brasília - Os professores e funcionários da Universidade de Brasília (UnB) aproveitarão a presença do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e do ministro da Educação, Fernando Haddad, na abertura da Conferência Nacional de Educação (Conae), hoje (28) às 18 horas, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, para realizarem um ato em defesa da manutenção da Unidade de Referência de Preço (URP) nos reajustes dos salários.

Os manifestantes se concentrarão a partir das 16 horas e, durante o evento de abertura da conferência, tentarão entregar a Lula e a Haddad um documento pedindo a intervenção do presidente e do ministro contra a retirada dos 26,05% das remunerações dos servidores beneficiados.

Os manifestantes afirmam que, ao tentar retirar a URP, o Ministério do Planejamento insiste em ignorar uma decisão tramitada em julgado do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Os professores contarão com o apoio do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da UnB.