Décimo terceiro vai injetar R$ 4,6 bilhões na economia paranaense, segundo Dieese

13/11/2008 - 0h25

Lucia Nórcio
Repórter da Agência Brasil
Brasília - Com o pagamento do décimo terceiro salário estão sendo injetados na economia paranaenseneste final de ano cerca de R$ 4,6 bilhões, valor 7% superiorao do ano passado, quando foram investidos cerca de R$ 4,3 bilhões. São 4,1 milhões de pessoasbeneficiadas na estimativa do Departamento Intersindical deEstatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). “Sãoos trabalhadores do mercado formal, inclusive os empregadosdomésticos e beneficiários da Previdência Social,aposentados e instituidores de pensão da União e dosestados”, conforme explicou o economista do Dieese, Sandro Silva.Esse total representa cerca de 2,83% do produto interno bruto (PIB)do Paraná.Segundo o economista, amaior parte desses recursos deve ser usada para quitar dívidas.“Isso é praticamente uma rotina para os brasileiros, que jáplanejam seus gastos contando com esse salário”. Este ano,devido à crise financeira internacional, todos estãomais cautelosos em fazer novas dívidas. De acordo com Silva,esse impacto acaba sendo mais psicológico do que real.A orientaçãoé que o assalariado priorize dívidas e negociedescontos para pagamentos à vista. “Ele deve quitar asdívidas que incidem juros mais altos como cartão decrédito, cheque especial e empréstimos em financeiras”,recomenda. O economista lembra que os trabalhadores devem tambémfazer já um planejamento das contas a pagar no iníciodo ano, como escola e impostos cobrados nesse período.