Ministério da Agricultura confirma dez focos de aftosa em Japorã (MS)

01/11/2005 - 20h03

Lana Cristina
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O diretor do Departamento de Saúde Animal do Ministério da Agricultura, Jorge Caetano, confirmou hoje que há mais dez focos de aftosa no Mato Grosso do Sul – todos concentrados no município de Japorã.

A confirmação foi feita por meio da análise de sinais externos dos animais. Aumentou-se a temperatura corporal para constatar se o animal teve salivação intensa e apresentou feridas na boca e no casco.

"Na região dos assentamentos onde foi detectada a doença, está havendo diagnósticos clínicos e epidemiológicos. A área onde está acontecendo o problema é menor que algumas propriedades onde foi detectado antes, da área interditada. Não tem sentido dizer que é diferente dos focos já detectados. Por isso é confirmado (o foco) de forma clínica", explicou Caetano.

Segundo o diretor, as propriedades com animais doentes estão todas dentro da área interditada no estado, desde o início de outubro, quando foi confirmado o primeiro foco em Eldorado. Essa área é chamada "tampão" e engloba os municípios de Eldorado, Mundo Novo, Japorã, Itaquiraí e Iguatemi e tem um raio de 25 quilômetros.

Caetano disse ainda que o ministério está em entendimento com o governo estadual para definir o número de animais a serem abatidos. "Isso é importante, inclusive para que a gente defina como vão ser as indenizações", disse.

Até agora, foram abatidos 1.919 animais no Mato Grosso do Sul, de um universo de 20 mil, que estão na área do foco. "Vale ressaltar que não estão todos doentes, mas é preciso abater todos da área de risco para que não haja possibilidade de que o vírus se espalhe."