Marina lança Semana Nacional da Água destacando trabalho na preservação do meio ambiente

22/03/2004 - 21h25

Brasília, 22/3/2004 (Agência Brasil - ABr) - A ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, destacou hoje na abertura oficial da Semana Nacional da Água, o trabalho realizado pelo governo para recuperar as áreas degradadas, preservar as florestas e matas ciliares e evitar a poluição da água a partir da contaminação do solo. Ela destacou que essa tarefa grandiosa, envolvendo o esforço de vários ministérios, tem um motivo: "estamos chegando à era dos limites".

Marina Silva destacou que um País como o Brasil que detém 11% da água doce do mundo não pode fracassar na tarefa de proteger e preservar o bem natural. "Sem água é impossível pensarmos na existência de vida, seja para produção de alimentos ou de energia".

O Dia Mundial da Água foi comemorado com o lançamento do Programa Água Doce, que pretende levar água para a população do semi-árido brasileiro. A cantora Elba Ramalho, madrinha do Programa, fez discurso ressaltando que o Água Doce pode reacender a esperança no "sofrido povo nordestino". Após o discurso, ela cantou o poema do cearense Catulo da Paixão, sobre a seca no Ceará. Fez um brinde com a ministra Marina Silva com a água dessanilizada por um equipamento instalado semelhante ao que será instalado no semi-árido.

Ainda durante a cerimônia, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos lançou um selo comemorativo, com o desenho de uma gota d'água protegida por um ser humano, demonstrando o compromisso de proteger as reservas de água potável que ainda existem.

A cerimônia terminou com o pré-lançamento do filme Espelho d’água – Uma viagem no Rio São Francisco. Para o diretor do longa-metragem, Marcus Vinicius Cezar, o filme tem um tom próximo ao da fábula e destacou que o rio São Francisco é tão "encantado quanto ameaçado". O ator Fábio Assunção também participou do evento junto com o elenco. Ele destacou que como um paulista que sempre ouviu falar do São Francisco, foi importante realizar o filme porque trouxe a consciência sobre a água e a importância de preservação do Velho Chico.

O ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes, afirmou que a transposição do São Francisco acontecerá simultaneamente com sua revitalização, que "se impõe incondicionalmente e já se inicia".

E o ministro das Cidades, Olívio Dutra, anunciou que em abril o governo enviará para o Congresso Nacional a Política Nacional de Saneamento.