ocupação de canteiro http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/taxonomy/term/174422/all pt-br Índios cobram cumprimento de condicionantes de Belo Monte http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/noticia/2013-09-18/indios-cobram-cumprimento-de-condicionantes-de-belo-monte <p style="margin-bottom: 0cm">Luciano Nascimento<br /> <i>Rep&oacute;rter da Ag&ecirc;ncia Brasil</i></p> <p> Bras&iacute;lia &ndash; O governo estabeleceu novo prazo em acordo com &iacute;ndios da etnia Parakan&atilde; para retirada de invasores da Terra Ind&iacute;gena Apyterewa, no Par&aacute;. Segundo a presidenta da Funda&ccedil;&atilde;o Nacional do &Iacute;ndio (Funai), Maria Augusta Assirati, a previs&atilde;o &eacute; que o trabalho ocorra em abril de 2014. Com rela&ccedil;&atilde;o ao acesso de &iacute;ndios Juruna ao reservat&oacute;rio da Usina Hidrel&eacute;trica de Belo Monte, ficou definida uma reuni&atilde;o para o in&iacute;cio de outubro para resolver a quest&atilde;o.</p> <p style="margin-bottom: 0cm">Essas foram algumas reivindica&ccedil;&otilde;es apresentadas por cerca de 30 lideran&ccedil;as ind&iacute;genas das duas etnias que se reuniram na tarde de ontem (17) com representantes do governo e do Cons&oacute;rcio Norte Energia para cobrar o cumprimento das condicionantes das obras das Usina Hidrel&eacute;trica de Belo Monte no Par&aacute;.</p> <p style="margin-bottom: 0cm">O encontro foi agendado ap&oacute;s os &iacute;ndios terem fechado, na madrugada de segunda-feira (16), a entrada do canteiro de obras do S&iacute;tio Pimental, um dos tr&ecirc;s canteiros de obras da usina, sob a alega&ccedil;&atilde;o de que o cons&oacute;rcio n&atilde;o vem cumprindo as condicionantes para minimizar os impactos do empreendimento. Ao final, foi assinado um documento em que o governo e a Norte Energia se comprometeram a encaminhar as pend&ecirc;ncias.</p> <p style="margin-bottom: 0cm">Os &iacute;ndios Parakan&atilde; cobraram a continua&ccedil;&atilde;o do processo de identifica&ccedil;&atilde;o e retirada dos posseiros e n&atilde;o ind&iacute;genas da Terra Ind&iacute;gena Apyterewa. A desintrus&atilde;o foi iniciada em 2011, com a retirada e identifica&ccedil;&atilde;o de 140 ocupa&ccedil;&otilde;es n&atilde;o ind&iacute;genas, mas n&atilde;o foi conclu&iacute;da. Os &iacute;ndios denunciam, tamb&eacute;m, que est&atilde;o acontecendo novos processos de invas&atilde;o.</p> <p style="margin-bottom: 0cm">A promessa da Funai &eacute; de que n&atilde;o haver&aacute; mais atrasos. &quot;J&aacute; colocamos nossa previs&atilde;o de in&iacute;cio dessa desintrus&atilde;o em abril do pr&oacute;ximo ano, com o uso das for&ccedil;as policiais para os ocupantes da &aacute;rea ind&iacute;gena que n&atilde;o desocuparem a &aacute;rea de boa-f&eacute;&quot;, disse Maria Augusta.</p> <p style="margin-bottom: 0cm">J&aacute; os juruna pediram agilidade na amplia&ccedil;&atilde;o e demarca&ccedil;&atilde;o f&iacute;sica da Terra Ind&iacute;gena Paqui&ccedil;amba, uma das mais afetas pelas obras de constru&ccedil;&atilde;o da usina, al&eacute;m da garantia de acesso ao reservat&oacute;rio de Belo Monte. A presidenta da Funai disse que, em rela&ccedil;&atilde;o Paqui&ccedil;amba, a Funai vai encaminhar ao Minist&eacute;rio da Justi&ccedil;a em outubro o pedido de amplia&ccedil;&atilde;o da terra ind&iacute;gena.</p> <p style="margin-bottom: 0cm">Maria Augusta disse ainda que vai ser reunir com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Renov&aacute;veis (Ibama) para analisar as alternativas de acesso ao reservat&oacute;rio da usina e que a Norte Energia dever&aacute; dar uma resposta no in&iacute;cio de outubro para o problema.</p> <p style="margin-bottom: 0cm">&quot;Ser&aacute; feita uma reuni&atilde;o de governo na pr&oacute;xima semana para avaliar as solu&ccedil;&otilde;es de trafegabilidade e, por volta do dia 7 de outubro, haver&aacute; uma reuni&atilde;o na regi&atilde;o [da usina] para que a Norte Energia apresente as solu&ccedil;&otilde;es poss&iacute;veis&quot;, informou. Os &iacute;ndios cobram da empresa a constru&ccedil;&atilde;o de uma ponte para facilitar o acesso ao reservat&oacute;rio de Belo Monte.</p> <p> Os &iacute;ndios sa&iacute;ram confiantes de que as reivindica&ccedil;&otilde;es ser&atilde;o atendidas. &quot;Assinaram o compromisso de que v&atilde;o estudar a &aacute;rea de qual seria o melhor acesso ao lago da empresa. Eles v&atilde;o discutir tamb&eacute;m com rela&ccedil;&atilde;o a ponte, mas ainda n&atilde;o sabe se vai ser feita ou n&atilde;o&quot;, disse a lideran&ccedil;a ind&iacute;gena Giliardi Juruna.</p> <p> A diretora de rela&ccedil;&otilde;es institucionais da Norte Energia, Clarice Coppetti, disse que a empresa vai avaliar a quest&atilde;o do acesso dos &iacute;ndios ao reservat&oacute;rio e apresentar a resposta para o Ibama. &quot;N&atilde;o h&aacute; uma decis&atilde;o aqui, nesse momento. O que temos ser&aacute; levado ao &oacute;rg&atilde;o licenciador, que &eacute; o Ibama&quot;, disse.</p> <p style="margin-bottom: 0cm"><em>Edi&ccedil;&atilde;o: Davi Oliveira</em></p> <p style="margin-bottom: 0cm"><em>Todo o conte&uacute;do deste site est&aacute; publicado sob a Licen&ccedil;a Creative Commons Atribui&ccedil;&atilde;o 3.0 Brasil. &Eacute; necess&aacute;rio apenas dar cr&eacute;dito &agrave; </em><strong>Ag&ecirc;ncia Brasil</strong></p> acesso ao lago atraso nas condicionantes condicionantes da usina Consórcio Belo Monte índios Juruna índios Parakanã Nacional ocupação de canteiro Terra Indígena Apyterewa Terra Indígena Paquiçamba Usina Hidrelétrica de Belo Monte Wed, 18 Sep 2013 20:49:51 +0000 davi.oliveira 730973 at http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil