Fórum de Marabá http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/taxonomy/term/158266/all pt-br Julgamento de acusados de assassinar casal de extrativistas começa hoje no Pará http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/noticia/2013-04-03/julgamento-de-acusados-de-assassinar-casal-de-extrativistas-comeca-hoje-no-para <p> Alex Rodrigues<br /> <em>Rep&oacute;rter da Ag&ecirc;ncia Brasil</em></p> <p> <br /> Bras&iacute;lia &ndash; Tr&ecirc;s acusados de terem participado do assassinato do casal de trabalhadores rurais Jos&eacute; Cl&aacute;udio Ribeiro da Silva e Maria do Esp&iacute;rito Santo da Silva v&atilde;o a j&uacute;ri popular hoje (3), no F&oacute;rum de Marab&aacute; (PA), a cerca de 600 quil&ocirc;metros da capital paraense, Bel&eacute;m.</p> <p> A expectativa da Justi&ccedil;a Estadual &eacute; que o julgamento de Jos&eacute; Rodrigues Moreira, Lindonjonson Silva Rocha e Alberto Lopes do Nascimento seja conclu&iacute;do em dois dias. O policiamento no local deve ser refor&ccedil;ado, devido &agrave; grande repercuss&atilde;o do caso e &agrave; expectativa de que muitas pessoas queiram acompanhar o julgamento. O local comporta apenas 90 pessoas.</p> <p> Jos&eacute; Cl&aacute;udio e Maria <a href="http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2011-05-25/secretaria-de-seguranca-do-para-envia-peritos-para-investigar-morte-de-seringueiros" target="_blank">foram assassinados a tiros em maio de 2011</a>, em um assentamento em Nova Ipixuna, no sudeste do Par&aacute;. Os dois denunciavam a extra&ccedil;&atilde;o ilegal de madeira na regi&atilde;o em que viviam e afirmavam receber constantes amea&ccedil;as de morte.</p> <p> Dois meses ap&oacute;s o crime, o Minist&eacute;rio P&uacute;blico do Par&aacute; <a href="http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2011-07-27/ministerio-publico-do-para-denuncia-tres-por-assassinato-de-casal-de-extrativistas" target="_blank">denunciou por homic&iacute;dio duplamente qualificado</a> Jos&eacute; Rodrigues Moreira, que diz ser o dono das terras onde o assentamento Ipixuna foi montado e &eacute; apontado como mandante do crime.</p> <p> A promotora respons&aacute;vel pela den&uacute;ncia, Amanda Lobato, tamb&eacute;m acusou o irm&atilde;o de Moreira, Lindonjonson Silva Rocha, e Alberto Lopes do Nascimento, de executarem o duplo assassinato. Ainda segundo o Minist&eacute;rio P&uacute;blico estadual, o objetivo do crime era retirar o assentamento da terra comprada por Jos&eacute; Rodrigues.</p> <p> &nbsp;</p> <p> <em>Edi&ccedil;&atilde;o: L&iacute;lian Beraldo</em></p> <p> &nbsp;</p> <p> <em>Todo o conte&uacute;do deste site est&aacute; publicado sob a Licen&ccedil;a Creative Commons Atribui&ccedil;&atilde;o 3.0 Brasil. &Eacute; necess&aacute;rio apenas dar cr&eacute;dito &agrave; <strong>Ag&ecirc;ncia Brasil</strong></em></p> assassinato assentamento casal extrativistas Fórum de Marabá José Cláudio Ribeiro da Silva julgamento júri popular Justiça Maria do Espírito Santo da Silva Nova Ipixuna Pará violência no campo Wed, 03 Apr 2013 11:12:01 +0000 lilian.beraldo 717448 at http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil