Amijubi https://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil//taxonomy/term/150243/all pt-br Ser brasileiro e ter a propriedade de virar bola pesaram na escolha do tatu como mascote da Copa https://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil//noticia/2012-12-22/ser-brasileiro-e-ter-propriedade-de-virar-bola-pesaram-na-escolha-do-tatu-como-mascote-da-copa <p align="justify"> Vitor Abdala<br /> <em>Rep&oacute;rter da Ag&ecirc;ncia Brasil</em></p> <p align="justify"> Rio de Janeiro &ndash; Entre as 11 esp&eacute;cies de tatu e outras milhares de esp&eacute;cies animais que existem no Brasil, o tatu-bola (<em>Tolypeutes tricinctus</em>), que pesa 1,5 quilo e mede, no m&aacute;ximo, 50 cent&iacute;metros, foi o escolhido para representar a fauna e a cultura brasileiras na Copa do Mundo de 2014, com jogos previstos&nbsp;em 12 cidades brasileiras.</p> <p align="justify"> A campanha para transform&aacute;-lo em mascote partiu da Associa&ccedil;&atilde;o Caatinga, organiza&ccedil;&atilde;o n&atilde;o governamental voltada para a preserva&ccedil;&atilde;o do bioma Caatinga, que viu na Copa do Mundo uma oportunidade para salvar o tatu-bola da extin&ccedil;&atilde;o.</p> <p align="justify"> &ldquo;A ideia surgiu n&atilde;o s&oacute; por ser uma esp&eacute;cie nativa e amea&ccedil;ada, mas tamb&eacute;m por ele ter a peculiaridade de, quando amea&ccedil;ado, se fechar em bola. Al&eacute;m disso, ele &eacute; uma esp&eacute;cie exclusivamente brasileira&rdquo;, disse o secret&aacute;rio executivo da associa&ccedil;&atilde;o, Rodrigo Castro.</p> <p align="justify"> No passado, o animal podia ser encontrado em vasta &aacute;reas da Caatinga e do Cerrado brasileiros, mas com a press&atilde;o da ca&ccedil;a e, principalmente, com a destrui&ccedil;&atilde;o de grandes por&ccedil;&otilde;es desses biomas, o tatu-bola ficou restrito a &aacute;reas isoladas dos estados do Cear&aacute;, Piau&iacute;, Rio Grande do Norte, da Para&iacute;ba, Bahia, de Pernambuco, Goi&aacute;s e do Tocantins.</p> <p align="justify"> Se antes a carne do mam&iacute;fero integrava o card&aacute;pio de muitos moradores desses estados, pela abund&acirc;ncia e pela facilidade de capturar o animal (j&aacute; que ele n&atilde;o cava buracos e seu mecanismo de defesa &eacute; virar uma bola), hoje isso n&atilde;o ocorre mais. O mam&iacute;fero ainda &eacute; ca&ccedil;ado para a alimenta&ccedil;&atilde;o, mas encontr&aacute; o&nbsp;animal ficou muito mais dif&iacute;cil, de acordo com Castro.</p> <p align="justify"> Escolhido pela Federa&ccedil;&atilde;o Internacional de Futebol (Fifa), o animal&nbsp;de colora&ccedil;&atilde;o amarronzada virou um mascote colorido de verde, amarelo, azul e branco, com uma bola de futebol na m&atilde;o. Desde a escolha do s&iacute;mbolo da Copa, por&eacute;m, a popula&ccedil;&atilde;o tem promovido manifesta&ccedil;&otilde;es de protesto.</p> <p align="justify"> Em outubro deste ano, o imenso boneco de pl&aacute;stico exibido na Esplanada dos Minist&eacute;rios, em Bras&iacute;lia, foi atacado e furado com facas por v&acirc;ndalos, uma semana depois de uma est&aacute;tua do mascote ter sido destru&iacute;da durante protesto em Porto Alegre.</p> <p align="justify"> A escolha do nome, Fuleco, tamb&eacute;m gerou pol&ecirc;mica. Depois de uma vota&ccedil;&atilde;o popular pela internet, o p&uacute;blico escolheu o nome entre tr&ecirc;s op&ccedil;&otilde;es (as outras eram Amijubi e Zuzeco). Nas redes sociais, usu&aacute;rios protestaram contra o nome (que &eacute; uma mistura de &ldquo;futebol&rdquo; e &ldquo;ecologia&rdquo;), por considerarem feio.</p> <p align="justify"> &nbsp;</p> <p align="justify"> <em>Edi&ccedil;&atilde;o: Tereza Barbosa</em></p> Amijubi Associação Caatinga Copa do Mundo de 2014 Esporte Federação Internacional de Futebol Fifa Fuleco Rodrigo Castro tatu-bola Tolypeutes tricinctus Zuzeco Sat, 22 Dec 2012 13:53:56 +0000 alberto.coura 710686 at https://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/