Valdelice Veron https://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil//taxonomy/term/143598/all pt-br Demora na demarcação de terras contribui para "matança de índios", diz filha de cacique assassinado https://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil//noticia/2012-09-26/demora-na-demarcacao-de-terras-contribui-para-matanca-de-indios-diz-filha-de-cacique-assassinado <p> <img alt="" src="http://agenciabrasil.ebc.com.br/ckfinder/userfiles/images/Reportagens Especiais/LUTA-PELA-TERRA/LUTA-PELA-TERRA.png" style="width: 730px; height: 150px;" />Elaine Patricia Cruz *<br /> <em>Rep&oacute;rter da Ag&ecirc;ncia Brasil<br /> </em><br /> S&atilde;o Paulo - A demora do governo federal em concluir o processo de demarca&ccedil;&atilde;o de terras reivindicadas por &iacute;ndios da etnia Guarani Kaiow&aacute;, em Mato Grosso do Sul, est&aacute; contribuindo para a &quot;matan&ccedil;a de ind&iacute;genas&quot; no estado. A avalia&ccedil;&atilde;o &eacute; da professora Valdelice Veron, filha do cacique Marcos Veron, assassinado em janeiro de 2003. Valdelice &eacute;, hoje, uma das principais lideran&ccedil;as da etnia Guarani da regi&atilde;o.</p> <p> &ldquo;[A demora] est&aacute; contribuindo para a morte de crian&ccedil;as na beira de estrada, diarreia, fome e destrui&ccedil;&atilde;o. Tamb&eacute;m est&aacute; contribuindo com a morte prematura e com abortos espont&acirc;neos. Estamos morrendo silenciosamente. Est&atilde;o acabando silenciosamente com nosso modo de ser. Queremos nossa terra de volta para reconstrui-la&rdquo;, disse Valdelice.</p> <p> Por sua luta contra a viol&ecirc;ncia que atinge os povos ind&iacute;genas, ela recebeu do Conselho Federal de Psicologia, na semana passada, o 2&ordm; Pr&ecirc;mio Paulo Freire de Psicologia.</p> <p> Dados do relat&oacute;rio Viol&ecirc;ncia contra os Povos Ind&iacute;genas, do Conselho Indigenista Mission&aacute;rio (Cimi), indicam que 32 &iacute;ndios foram assassinados em Mato Grosso do Sul no ano passado. O n&uacute;mero representa 62,7% dos 51 assassinatos registrados no per&iacute;odo em todo o pa&iacute;s. Do total de mortos, 27 eram da etnia guarani-kaiow&aacute;. O estado tamb&eacute;m abrigou o maior n&uacute;mero de casos de tentativas de assassinatos (85) e de suic&iacute;dios (13) registrados pelo Cimi.</p> <p> Segundo Valdelice, o processo de demarca&ccedil;&atilde;o da terra guarani-kaiow&aacute; precisa ser conclu&iacute;do urgentemente, pois a situa&ccedil;&atilde;o do grupo est&aacute; &quot;muito dif&iacute;cil&quot;. &nbsp;</p> <p> &ldquo;Queremos a demarca&ccedil;&atilde;o [de nossa terra], que j&aacute; est&aacute; identificada. Basta o ministro da Justi&ccedil;a [Jos&eacute; Eduardo Cardozo] e a [presidenta da Rep&uacute;blica] Dilma [Rousseff] assinarem para n&oacute;s. &Eacute; isso o que a gente quer para parar o genoc&iacute;dio, o massacre que est&aacute; acontecendo hoje em Mato Grosso do Sul&quot;, declarou Valdelice. &quot;Est&aacute; uma situa&ccedil;&atilde;o muito dif&iacute;cil, principalmente para as mulheres, crian&ccedil;as, gr&aacute;vidas e os idosos. Para quem vamos pedir socorro? O Minist&eacute;rio P&uacute;blico Federal, quando esteve l&aacute;, teve que correr porque eles [fazendeiros] atiraram por cima. E quando pedimos [ajuda] para a Pol&iacute;cia Federal, ela est&aacute; em greve&rdquo;, disse.</p> <p> O cacique Marcos Veron foi morto a coronhadas por seguran&ccedil;as contratados para desocupar a Fazenda Bras&iacute;lia do Sul, em Juti (MS), em fevereiro de 2003. Os acusados Carlos Roberto dos Santos, Jorge Cristaldo Insabralde e Estev&atilde;o Romero foram inocentados pela morte do cacique, mas condenados por sequestros, tortura, les&atilde;o corporal e forma&ccedil;&atilde;o de quadrilha.</p> <p> Procurada desde a &uacute;ltima sexta-feira (21) para comentar as declara&ccedil;&otilde;es de Valdelice, a Funda&ccedil;&atilde;o Nacional do &Iacute;ndio (Funai), &oacute;rg&atilde;o ligado ao Minist&eacute;rio da Justi&ccedil;a e respons&aacute;vel pela demarca&ccedil;&atilde;o de terras ind&iacute;genas, ainda n&atilde;o se manifestou.<br /> &nbsp;</p> <p> <br /> <em>* colaborou Alex Rodrigues&nbsp;&nbsp; //&nbsp;&nbsp; Edi&ccedil;&atilde;o: L&iacute;lian Beraldo</em></p> Cimi demarcação Guarani-Kaiowá Marcos Veron mato grosso do sul mortes Nacional terras indígenas Valdelice Veron violência Wed, 26 Sep 2012 16:37:18 +0000 lilian.beraldo 704033 at https://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/