limão-taiti http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil/taxonomy/term/139344/all pt-br Greve de caminhoneiros provoca desabastecimento no Rio de Janeiro http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil/noticia/2012-07-31/greve-de-caminhoneiros-provoca-desabastecimento-no-rio-de-janeiro <p> Akemi Nitahara<br /> <em>Rep&oacute;rter da Ag&ecirc;ncia Brasil</em></p> <p> Rio de Janeiro &ndash; Com <a href="http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2012-07-30/manifestacao-de-caminhoneiros-ja-causa-18-quilometros-de-congestionamento-na-dutra">milhares de caminh&otilde;es parados na Via Dutra h&aacute; tr&ecirc;s dias, </a>o Rio de Janeiro come&ccedil;a a sofrer desabastecimento de alguns produtos aliment&iacute;cios. O mais afetado &eacute; a batata.</p> <p> De acordo com o engenheiro agr&ocirc;nomo Ant&ocirc;nio Carlos dos Santos Rodrigues, chefe da divis&atilde;o t&eacute;cnica da Central de Abastecimento do Rio de Janeiro (Ceasa), cerca de 100 caminh&otilde;es de batata deveriam ter chegado ontem (30), mas apenas 35 conseguiram descarregar na central. Como consequ&ecirc;ncia, o pre&ccedil;o da saca de 50 quilos (kg), que custava cerca de R$ 40 na semana passada, subiu para R$ 100 ontem e hoje (31).</p> <p> &ldquo;O mercado &eacute; de oferta e procura. Se cai a oferta do produto, o pre&ccedil;o sobe, se aumenta a oferta, o pre&ccedil;o desce, ent&atilde;o, como houve a redu&ccedil;&atilde;o da oferta de batata, o pre&ccedil;o acabou subindo&rdquo;, disse.</p> <p> De acordo com Rodrigues, os caminh&otilde;es de batata que conseguiram chegar ao Rio de Janeiro hoje vieram de Minas Gerais e fizeram rotas alternativas pela Rodovia BR 040, que passa por Juiz de Fora.</p> <p> Outros produtos afetados foram a laranja-pera, que subiu de R$ 20 para R$ 30 a caixa de 25 kg e o lim&atilde;o-taiti, que passou de R$ 25 para R$ 45.</p> <p> O engenheiro agr&ocirc;nomo aconselha o consumidor a comprar verduras que s&atilde;o produzidas no estado, e, portanto, n&atilde;o foram afetadas pelo bloqueio na Via Dutra, como alface, agri&atilde;o, chic&oacute;ria, couve e couve-flor. O aipim ou mandioca podem substituir a batata. Frutas que vem do Nordeste tamb&eacute;m est&atilde;o chegando normalmente ao Rio, como mel&atilde;o, mam&atilde;o e abacaxi.</p> <p> O presidente da Associa&ccedil;&atilde;o de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro (Asserj), Aylton Fornari, diz que o desabastecimento vai afetar todos os produtos, n&atilde;o s&oacute; os hortifrutigranjeiros. De acordo com Fornari, o quadro &eacute; assustador, j&aacute; que hoje os p&aacute;tios ficaram vazios de caminh&otilde;es.</p> <p> &ldquo;Amanh&atilde; com certeza alguma coisa vai come&ccedil;ar a faltar em alguns supermercados, porque os supermercados n&atilde;o trabalham mais com estoque grande. Isso se fazia na &eacute;poca da infla&ccedil;&atilde;o muito grande, quando os supermercados compravam em grande quantidade para ver se conseguiam pre&ccedil;os melhores. Agora n&atilde;o &eacute; mais assim, as coisas v&atilde;o chegando, v&atilde;o para o dep&oacute;sito e j&aacute; voltam para a loja. Se n&atilde;o chegar mercadoria at&eacute; esta noite de madrugada, amanh&atilde; o cliente j&aacute; vai come&ccedil;ar a sentir falta de alguns produtos&rdquo;.</p> <p> <em>Edi&ccedil;&atilde;o: F&aacute;bio Massalli</em></p> bata caminhoneiros desabastecimento de produtos alimentícios desbastecimento Greve greve de caminhoneiros laranja-pera limão-taiti Nacional rio de janeiro verduras Via Dutra Tue, 31 Jul 2012 21:49:52 +0000 fabio.massalli 700108 at http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil