Abbas negocia na América Latina apoio para criação do Estado da Palestina

10/10/2011 - 9h16

Renata Giraldi*
Repórter da Agência Brasil

Brasília - Em campanha pela criação de um Estado autônomo e independente, o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, visitou El Salvador no fim de semana e agora está na Colômbia.  Do presidente de El Salvador, Mauricio Funes, Abbas recebeu apoio para a criação do Estado da Palestina e soube que o país se dispõe a desempenhar um “papel de intermediário" na busca pela "paz definitiva" entre palestinos e israelenses. Abbas segue depois para a República Dominicana.

Ele agradeceu e disse que aguarda o maior apoio possível dos governos latino-americanos para a causa palestina. Na Assembleia Geral das Nações Unidas, a presidenta Dilma Rousseff defendeu o direito de os palestinos terem seu próprio país. Segundo ela, seu desejo é saudar o mais breve possível o Estado da Palestina.

A Colômbia, no entanto, é um dos países na América Latina que não reconhecem a Palestina como um território independente e apoia a posição dos Estados Unidos que resiste à proposta de Abbas. Na visita a El Salavador, Abbas disse que está disposto a negociar com Israel. Segundo ele, dispõe-se a retomar as negociações conforme sugestão da comunidade internacional.

O governo dos Estados Unidos e de Israel rebatem a proposta de Abbas com diferentes argumentos. Para os israelenses, a cidade de Jersulém, capital religiosa, é indivisível. Os norte-americanos dizem que é necessário aprofundar as negociações e que o momento não é o ideal para a criação do Estado da Palestina.

Abbas e o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, devem divulgar ainda hoje uma declaração conjunta sobre a proposta de criação do Estado da Palestina. Da República Dominicana, Abbas viajará a Portugal.

*Com informações da emissora multiestatal de televisão, Telesur, com sede em Caracas, na Venezuela.

Edição: Talita Cavalcante