Brasileiros participarão de expedição científica ao Pólo Sul Geográfico

23/10/2004 - 17h29

Brasília - Dois pesquisadores brasileiros participarão da primeira expedição científica latino-americana para o centro do continente gelado, organizada pelo governo chileno. Jefferson Cardia Simões será o primeiro brasileiro a atravessar o continente antártico, atingindo o Pólo Sul Geográfico. A equipe, formada por 32 chilenos, dois brasileiros e mais 42 toneladas de equipamentos e suprimentos partirá na segunda-feira (25) da base em Patriot Hills, no Chile.

A expedição durará dois meses e meio, devendo atingir o Pólo Sul Geográfico no final de novembro. Depois, retornará lentamente para Patriot Hills, realizando diversos estudos sobre o gelo na Antártica e as suas interações com o clima. O trajeto de 2.500 quilômetros (ida e volta) será feito com um trator polar rebocando vários trenós com laboratórios, acomodações e alimentação.

O segundo brasileiro que compõe a equipe, Francisco Aquino, realizará estudos sobre o clima na estação chilena de Patriot Hills (80º S). Aquino e Jefferson Simões são professores que atuam no Núcleo de Pesquisas Antárticas e Climáticas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Jefferson Simões é pesquisador do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e do Programa Antártico Brasileiro (Proantar). Os equipamentos científicos para a expedição são financiados pelo CNPq, agência de fomento do Ministério da Ciência e Tecnologia, e incluem, por exemplo, a perfuradora de gelo (até 50 metros) e radares para segurança da equipe. Todo o trabalho laboratorial já é financiado pelo CNPq.

O principal objetivo da expedição é avançar na investigação do papel da Antártica nas mudanças ambientais globais, principalmente no controle do clima da América do Sul. Simões coletará amostras da neve que se acumulou ao longo dos últimos 400 anos. Ao mesmo tempo, os pesquisadores chilenos estudarão o movimento do gelo antártico.

Com informações do Ministério de Ciência e Tecnologia