alertas http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil/taxonomy/term/157869/all pt-br PM reforça efetivo para coibir roubos a motoristas durante engarrafamentos no Rio http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil/noticia/2013-12-11/pm-reforca-efetivo-para-coibir-roubos-motoristas-durante-engarrafamentos-no-rio <p style="margin-bottom: 0cm">Vladimir Platonow<br /> <i>Rep&oacute;rter da Ag&ecirc;ncia Brasil</i></p> <p> Rio de Janeiro &ndash; Motoristas retidos nos alagamentos t&ecirc;m sido presas f&aacute;ceis para ladr&otilde;es oportunistas durante os dias de chuva no Rio. Para tentar reprimir esses assaltos, a Pol&iacute;cia Militar (PM) refor&ccedil;ou as a&ccedil;&otilde;es de patrulhamento desde as primeiras horas da manh&atilde; de hoje (11).</p> <p style="margin-bottom: 0cm">Policiais do Batalh&atilde;o de Policiamento em Vias Especiais e do Grupamento de A&ccedil;&otilde;es T&aacute;ticas (GAT) dos batalh&otilde;es de Rocha Miranda e Iraj&aacute; foram deslocados para o patrulhamento nas principais vias expressas da cidade.</p> <p style="margin-bottom: 0cm">Equipes do Batalh&atilde;o de Choque e do 31&ordm; Batalh&atilde;o da PM (Barra da Tijuca) refor&ccedil;aram o patrulhamento ao longo da Avenida Brasil e das rodovias Washington Luis e Presidente Dutra, com o apoio de 30 motocicletas. O Grupamento Aerom&oacute;vel tamb&eacute;m foi acionado para dar apoio a&eacute;reo.</p> <p style="margin-bottom: 0cm">Ainda pela manh&atilde;, policiais prenderam um homem de 31 anos de idade embaixo da passarela 19 da Avenida Brasil, na altura da Cidade Alta. Segundo a PM, ele estava com um rev&oacute;lver calibre 38 abordando motoristas. Com o suspeito, foram recuperados dinheiro, joias e telefones celulares.</p> <p style="margin-bottom: 0cm">No in&iacute;cio da tarde, um caminh&atilde;o frigor&iacute;fico teve parte da carga saqueada, pr&oacute;ximo ao Trevo das Margaridas, no acesso da Via Dutra a partir da Avenida Brasil. Os policiais fazem a&ccedil;&otilde;es para identificar os autores do furto.</p> <p style="margin-bottom: 0cm"><i>Edi&ccedil;&atilde;o: Davi Oliveira</i></p> <p style="margin-bottom: 0cm"><font face="Times New Roman"><em>Todo o conte&uacute;do deste site est&aacute; publicado sob a Licen&ccedil;a Creative Commons Atribui&ccedil;&atilde;o 3.0 Brasil. Para reproduzir as mat&eacute;rias, &eacute; necess&aacute;rio apenas dar cr&eacute;dito &agrave; </em><strong>Ag&ecirc;ncia Brasil</strong></font></p> alertas assaltos cheias Chuvas no Rio Nacional policiamento prisões problemas no Rio providências risco Wed, 11 Dec 2013 20:36:34 +0000 davi.oliveira 736362 at http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil China cria centro de monitoramento de tsunamis http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil/noticia/2013-11-29/china-cria-centro-de-monitoramento-de-tsunamis <p><em>Da Ag&ecirc;ncia Brasil*</em></p> <p> Bras&iacute;lia - A China criou um centro de monitoramento de <em>tsunamis</em> com o objetivo de responder a alertas de forma r&aacute;pida e evitar desastres secund&aacute;rios. A unidade ser&aacute; ligada ao Centro Nacional de Previs&atilde;o Marinha e Ambiental e ir&aacute; fortalecer o acompanhamento de terremotos no assoalho marinho e<em> de tsunamis</em> na costa da China e no Mar do Sul.</p> <p> De acordo com comunicado emitido ontem (28), o novo &oacute;rg&atilde;o servir&aacute; n&atilde;o s&oacute; &agrave; China, mas tamb&eacute;m a outros pa&iacute;ses da regi&atilde;o - como as Filipinas, a Indon&eacute;sia, o Vietn&atilde;, a Mal&aacute;sia e Cingapura. O centro far&aacute; ainda o planejamento de exerc&iacute;cios de conting&ecirc;ncia e promover&aacute; campanhas para alertar a popula&ccedil;&atilde;o em casos de <em>tsunami</em>.</p> <p> Nas instala&ccedil;&otilde;es do centro, haver&aacute; um instituto nacional de pesquisa e um laborat&oacute;rio para monitoramento e emiss&atilde;o de alertas.</p> <p> O Mar do Sul da China &eacute; uma &aacute;rea de instabilidade, vulner&aacute;vel a <em>tsunamis</em>, porque est&aacute; em um local de converg&ecirc;ncia de diversas placas tect&ocirc;nicas - Eurasi&aacute;tica, Australiana, das Filipinas e do Pac&iacute;fico. Quando essas placas, blocos que comp&otilde;em a camada s&oacute;lida da Terra, se chocam em terra firme, causam terremotos. Quando se chocam no assoalho marinho, geram <em>tsunamis</em>.</p> <p> <em>*Com informa&ccedil;&otilde;es da ag&ecirc;ncia de not&iacute;cias da China, Xinhua</em></p> <p> Edi&ccedil;&atilde;o: Gra&ccedil;a Adjuto</p> alertas centro China costa desastres Internacional Mar do Sul monitoramento terremotos tsunamis Fri, 29 Nov 2013 12:38:51 +0000 gracaadjuto 735388 at http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil Diabetes afeta 382 milhões de pessoas em todo o mundo http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil/noticia/2013-11-14/diabetes-afeta-382-milhoes-de-pessoas-em-todo-mundo <p><em>Da Ag&ecirc;ncia Brasil</em></p> <p> Bras&iacute;lia -Os estados desenvolveram hoje (14) uma s&eacute;rie de eventos em fun&ccedil;&atilde;o do Dia Mundial do Diabetes. <a href="http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-13/pontos-turisticos-do-rio-serao-utilizados-amanha-para-campanha-contra-diabetes" target="_blank">No Rio de Janeiro, o Corcovado e o Est&aacute;dio do Maracan&atilde; foram iluminados de azul</a> e, em v&aacute;rios pontos da cidade, profissionais distribu&iacute;ram panfletos alertando para os riscos da doen&ccedil;a e mediram a glicose das pessoas. O objetivo &eacute; tentar diminuir os casos sobre o diabetes, problema de sa&uacute;de que evolui silenciosamente e de f&aacute;cil tratamento preventivo.</p> <p> O dia de combate foi criado pela Federa&ccedil;&atilde;o Internacional de Diabetes (IDF, em ingl&ecirc;s), entidade ligada &agrave; Organiza&ccedil;&atilde;o Mundial da Sa&uacute;de (OMS), por causa do crescente n&uacute;mero de casos em todo o mundo. O procedimento de diagn&oacute;stico &eacute; feito, geralmente, quando o m&eacute;dico constata que o paciente tem a taxa de glicose no sangue (hiperglicemia) acima do tolerado.</p> <p> Segundo o Minist&eacute;rio da Sa&uacute;de a obesidade, o sedentarismo, a m&aacute; alimenta&ccedil;&atilde;o, o consumo exagerado de alimentos ricos em gorduras saturadas de origem animal e o consumo insuficiente de frutas e verduras s&atilde;o os principais causadores da doen&ccedil;a.</p> <p> O diabetes j&aacute; afeta 382 milh&otilde;es de pessoas em todo o mundo a a estimativa &eacute; que, at&eacute; 2035, este n&uacute;mero aumente para 592 milh&otilde;es de pessoas. Os dados s&atilde;o do IDF. O Minist&eacute;rio da Sa&uacute;de alerta para o fato de 7,4% da popula&ccedil;&atilde;o brasileira j&aacute; ter sido diagnosticada com diabetes Mellitus.</p> <p> A doen&ccedil;a &eacute; uma das cinco que mais matam e tem crescido cada vez mais, por&eacute;m ela pode ser combatida com uma alimenta&ccedil;&atilde;o saud&aacute;vel, exerc&iacute;cios f&iacute;sicos di&aacute;rios e o emagrecimento sempre que necess&aacute;rio.</p> <p> Pacientes com diabetes podem retirar o rem&eacute;dio gratuitamente para o controle da doen&ccedil;a em 546 farm&aacute;cias do governo e 23.768 farm&aacute;cias particulares credenciadas ao Programa Farm&aacute;cia Popular. Para receber o medicamento, o paciente deve apresentar um documento de identidade, CPF e receita m&eacute;dica, dentro do prazo de validade podendo ser emitida por qualquer profissional de sa&uacute;de que trrabalhe nas redes p&uacute;blica ou privada.</p> <p> <img alt="" src="http://agenciabrasil.ebc.com.br/ckfinder/userfiles/images/Infograficos/2013/diabetes---2013.png" style="width: 730px; height: 2690px;" /></p> <p> <em>Edi&ccedil;&atilde;o: Marcos Chagas</em></p> <p> <em>Todo o conte&uacute;do deste site est&aacute; publicado sob a Licen&ccedil;a Creative Commons Atribui&ccedil;&atilde;o 3.0 Brasil. Para reproduzir as mat&eacute;rias, &eacute; necess&aacute;rio apenas dar cr&eacute;dito &agrave; <strong>Ag&ecirc;ncia Brasil</strong></em><br /> &nbsp;</p> Agência Brasil alerta alertas campanhas casos diabetes Dia Mundial do Diabetes panfletagem Saúde Thu, 14 Nov 2013 20:07:20 +0000 mchagas 734757 at http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil Alertas de desmatamento na Amazônia Legal sobem 26% em seis meses http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil/noticia/2013-03-28/alertas-de-desmatamento-na-amazonia-legal-sobem-26-em-seis-meses <p> <img alt="" src="http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/sites/_agenciabrasil/files/imagecache/300x225/gallery_assist/3/gallery_assist638787/prev/1739mc03a.jpg" style="width: 300px; height: 225px; margin: 3px; float: right;" />Heloisa Cristaldo<br /> <em>Rep&oacute;rter da Ag&ecirc;ncia Brasil</em></p> <p> Bras&iacute;lia &ndash; Os alertas de desmatamento na Amaz&ocirc;nia Legal subiram 26%, entre 1&ordm; de agosto de 2012 e 28 fevereiro de 2013, em compara&ccedil;&atilde;o ao mesmo per&iacute;odo do ano passado, informou hoje (28) o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).</p> <p> Os dados foram registrados pelo Deter, sistema de detec&ccedil;&atilde;o de desmatamento em tempo real do Inpe, que usa imagens de sat&eacute;lite para analisar a perda da Floresta Amaz&ocirc;nica em nove estados. Eles incluem a degrada&ccedil;&atilde;o, referente ao desmatamento parcial da floresta, e o corte raso, quando h&aacute; desmatamento total da &aacute;rea e o solo fica exposto. No total, foram registrados alertas de desmatamento ou degrada&ccedil;&atilde;o nos &uacute;ltimos seis meses em 1.695,27 quil&ocirc;metros quadrados da floresta.</p> <p> Segundo o diretor de Prote&ccedil;&atilde;o Ambiental do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renov&aacute;veis (Ibama), Luciano de Menezes Evaristo, o &iacute;ndice divulgado hoje ainda n&atilde;o comprova o aumento de desmatamento na regi&atilde;o.</p> <p> &ldquo;N&atilde;o se pode dizer que com o aumento de alertas houve o aumento de desmatamento. Isso porque o Deter, que tem um componente de degrada&ccedil;&atilde;o florestal que pode se tornar ou n&atilde;o em desmatamento. Temos que aguardar o per&iacute;odo Prodes [Programa de C&aacute;lculo do Desflorestamento da Amaz&ocirc;nia] em julho para ser definido se aquela degrada&ccedil;&atilde;o foi realmente corte raso [desmatamento]&rdquo;, explicou.</p> <p> Os campe&otilde;es da lista de alertas de desmatamento s&atilde;o os estados de Mato Grosso, do Par&aacute; e de Rond&ocirc;nia. O Acre teve uma redu&ccedil;&atilde;o de 84% nos alertas - no per&iacute;odo analisado em 2012, foram 28, e este ano, apenas quatro.</p> <p> <a href="http://agenciabrasil.ebc.com.br/galeria/2013-03-28/ibama-divulga-alertas-de-desmatamento-na-amazonia"><img alt="" src="http://agenciabrasil.ebc.com.br/sites/_agenciabrasil/files/imagecache/300x225/gallery_assist/26/gallery_assist717125/prev/ABR280313DSM_9808.JPG" style="width: 300px; height: 225px; margin: 5px; float: left;" /></a>&ldquo;Mato Grosso e Par&aacute; sempre foram os campe&otilde;es do desmatamento. Esses alertas podem estar sendo impulsionados pelo <em>boom</em> das <em>commodities</em>, pelo aumento do pre&ccedil;o da terra e pode ter havido uma press&atilde;o maior no m&ecirc;s de julho. Mas a administra&ccedil;&atilde;o ambiental reagiu, mudou as estrat&eacute;gias e trouxemos de novo sob o controle qualquer amea&ccedil;a [de degrada&ccedil;&atilde;o da floresta]&rdquo;, disse Evaristo.</p> <p> Com o acr&eacute;scimo de alertas para fiscaliza&ccedil;&atilde;o, o Ibama adotou novas estrat&eacute;gias e apreendeu no m&ecirc;s de fevereiro R$ 15 milh&otilde;es em toras de madeira. As a&ccedil;&otilde;es da Opera&ccedil;&atilde;o Onda Verde superaram, em apenas um m&ecirc;s de fiscaliza&ccedil;&atilde;o no oeste paraense, o volume de madeira em tora ilegal apreendido em 2012 em todo o estado. A opera&ccedil;&atilde;o tem a&ccedil;&otilde;es em &aacute;reas cr&iacute;ticas, que respondem a 54% de todo o desmatamento da Amaz&ocirc;nia Legal, em Mato Grosso, Amazonas e em Rond&ocirc;nia e j&aacute; retirou de circula&ccedil;&atilde;o mais de 65 mil metros c&uacute;bicos de toras ilegais.</p> <p> &ldquo;Para onde o desmatamento caminhar, atrav&eacute;s dos alertas que o Inpe nos passar pelo Deter, nos encaminharemos para as nossas bases para conter o desmatamento. E o grande alento deste ano, entramos a partir de janeiro e em fevereiro fizemos grandes apreens&otilde;es de madeira. S&oacute; no Par&aacute;, quase 22 mil m&sup3; de tora foram apreendidos no m&ecirc;s de fevereiro, pegamos todos os desmatadores que fazem o corte seletivo na floresta de surpresa, na chuva, mais de 100 tratores foram apreendidos&rdquo;, destacou o diretor. De acordo com Evaristo, as a&ccedil;&otilde;es n&atilde;o tem data para terminar.</p> <p> &nbsp;</p> <p> &nbsp;</p> <p> <em>Edi&ccedil;&atilde;o: Carolina Pimentel</em></p> <p> <em>Todo o conte&uacute;do deste site est&aacute; publicado sob a Licen&ccedil;a Creative Commons Atribui&ccedil;&atilde;o 3.0 Brasil. &Eacute; necess&aacute;rio apenas dar cr&eacute;dito &agrave; <strong>Ag&ecirc;ncia Brasil</strong></em></p> alertas Amazônia Legal aumento desmatamento Deter Ibama imagens de satélite Inpe mato grosso Meio Ambiente Pará Rondônia Thu, 28 Mar 2013 22:45:20 +0000 carolinap 717134 at http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil Ibama divulga alertas de desmatamento na Amazônia http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil/galeria/2013-03-28/ibama-divulga-alertas-de-desmatamento-na-amazonia <p>Brasília - O presidente do Ibama, Volney Zanardi Junior, apresenta a avaliação dos Alertas do Deter para Fiscalização do Desmatamento da Amazônia, referente aos período de novembro de 2012 a fevereiro de 2013Brasília - O presidente do Ibama, Volney Zanardi Junior, apresenta a avaliação dos Alertas do Deter para Fiscalização do Desmatamento da Amazônia, referente aos período de novembro de 2012 a fevereiro de 2013. Ao lado, o diretor de Proteção Ambiental do Ibama, Luciano de Meneses EvaristoBrasília – Ibama apresenta avaliação dos Alertas do Deter para Fiscalização do Desmatamento da Amazônia entre novembro de 2012 e fevereiro de 2013. Na foto, o diretor de Proteção Ambiental do Ibama, Luciano de Meneses EvaristoBrasília – Ibama apresenta avaliação dos Alertas do Deter para Fiscalização do Desmatamento da Amazônia entre novembro de 2012 e fevereiro de 2013. Na foto, Jorge Porto, coordenador de monitoramentoBrasília – Ibama apresenta avaliação dos Alertas do Deter para Fiscalização do Desmatamento da Amazônia entre novembro de 2012 e fevereiro de 2013. Na foto, o gerente do Programa Amazônia (Inpe), Dalton Valeriano Brasília - O presidente do Ibama, Volney Zanardi Junior, apresenta a avaliação dos Alertas do Deter para Fiscalização do Desmatamento da Amazônia, referente ao período de novembro de 2012 a fevereiro de 2013. À esquerda, Jorge Porto, coordenador de monitoramento</p> alertas Amazônia Deter fiscalização do desmatamento Meio Ambiente Thu, 28 Mar 2013 20:26:26 +0000 luciano 717125 at http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil