resolução da ONU http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/taxonomy/term/149994/all pt-br Brasil é elogiado por embaixadores árabes pelo empenho em favor da Palestina http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/noticia/2012-12-19/brasil-e-elogiado-por-embaixadores-arabes-pelo-empenho-em-favor-da-palestina <p> Renata Giraldi<br /> <em>Rep&oacute;rter da Ag&ecirc;ncia Brasil</em></p> <p> Bras&iacute;lia &ndash; O governo do Brasil foi elogiado pelos embaixadores da Palestina em Bras&iacute;lia, Ibrahim Mohamed Khalil Alzeben, e do Sud&atilde;o, Abd Elghani Elnaim Awad Elkarim, em nome das autoridades &aacute;rabes. O emiss&aacute;rio do Brasil para o Oriente M&eacute;dio mais a Turquia e o Ir&atilde;, embaixador Ces&aacute;rio Melantonio Neto, defendeu o direito da Palestina &agrave; autodetermina&ccedil;&atilde;o e o fim dos assentamentos israelenses em Jerusal&eacute;m Oriental e na Cisjord&acirc;nia.</p> <p> &ldquo;A resolu&ccedil;&atilde;o [da Organiza&ccedil;&atilde;o das Na&ccedil;&otilde;es Unidas] ficou, infelizmente, apenas na condi&ccedil;&atilde;o de Estado observador [no caso da Palestina]. Temos que dar o pr&oacute;ximo passo&rdquo;, disse Melantonio Neto, durante jantar oferecido ontem (18) pelos embaixadores &aacute;rabes no Brasil, referindo-se &agrave; decis&atilde;o da ONU do final de novembro que aprovou o novo <em>status</em> palestino perante a organiza&ccedil;&atilde;o.</p> <p> No jantar, o reconhecimento da Palestina como Estado aut&ocirc;nomo e a suspens&atilde;o dos assentamentos israelenses dominaram as conversas e os discursos dos embaixadores. Bem-humorado, o embaixador palestino, principal anfitri&atilde;o da noite, recebeu os convidados com fogos de artif&iacute;cio. &ldquo;Para os palestinos, n&atilde;o pode faltar esse barulho&rdquo;, brincou ele, em alus&atilde;o aos bombardeios lan&ccedil;ados contra o territ&oacute;rio palestino.</p> <p> &ldquo;A presidenta Dilma Rousseff carrega sobre os ombros as preocupa&ccedil;&otilde;es do dia e as esperan&ccedil;as do amanh&atilde;&rdquo;, ressaltou o embaixador palestino no Brasil. &ldquo;N&oacute;s n&atilde;o esquecemos jamais o fato de, nos &uacute;ltimos dois anos, a presidenta Dilma ter defendido a Palestina. Viva a na&ccedil;&atilde;o &aacute;rabe. Viva o Brasil e viva a amizade entre os povos&rdquo;.</p> <p> O embaixador do Sud&atilde;o definiu Dilma e o ex-presidente Luiz In&aacute;cio Lula da Silva como &ldquo;grandes l&iacute;deres que ser&atilde;o lembrados pela hist&oacute;ria mundial pela vis&atilde;o humanista e contr&aacute;ria ao derramamento de sangue&rdquo;. &nbsp;Awad Elkarim reiterou que a Palestina conta com o apoio de 132 pa&iacute;ses em defesa do reconhecimento como Estado independente e aut&ocirc;nomo.</p> <p> Para os embaixadores do Sud&atilde;o e da Palestina, o reconhecimento do Estado da Palestina &eacute; uma quest&atilde;o de seguran&ccedil;a mundial, pois a estabilidade e o equil&iacute;brio no Oriente M&eacute;dio est&atilde;o diretamente relacionado ao fim do impasse entre palestinos e israelenses. Para Melantonio Neto, a autodetermina&ccedil;&atilde;o palestina &eacute; um &ldquo;compromisso &eacute;tico e moral&rdquo;.</p> <p> No jantar oferecido pelos embaixadores &aacute;rabes no Brasil, estavam o assessor especial para Assuntos Internacionais da Presid&ecirc;ncia da Rep&uacute;blica, Marco Aur&eacute;lio Garcia; a presidenta da Comiss&atilde;o de Rela&ccedil;&otilde;es Exteriores da C&acirc;mara, deputada Perp&eacute;tua Almeida (PCdoB-AC); o vice-presidente do PSB,o ex-ministro Roberto Amaral; diplomatas e autoridades brasileiras.</p> <p> <em>Edi&ccedil;&atilde;o: Davi Oliveira</em></p> agradecimento ao Brasil elogio ao Brasil embaixadores árabes embaixadores em Brasília Estado autônomo Estado observador fim dos assentamentos Internacional onu palestina resolução da ONU Wed, 19 Dec 2012 15:59:10 +0000 davi.oliveira 710439 at http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil