automática http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/taxonomy/term/144132/all pt-br Atualizada – Sistema de identificação automática de veículos entrará em funcionamento em janeiro http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/noticia/2012-10-03/atualizada-%E2%80%93-sistema-de-identificacao-automatica-de-veiculos-entrara-em-funcionamento-em-janeiro <p class="western" style="margin-bottom: 0cm"> Thais Leit&atilde;o<br /> <em>Rep&oacute;rter da Ag&ecirc;ncia Brasil</em></p> <p> Bras&iacute;lia &ndash; Seis anos depois da cria&ccedil;&atilde;o do Sistema Nacional de Identifica&ccedil;&atilde;o Autom&aacute;tica de Ve&iacute;culos (Siniav) por uma resolu&ccedil;&atilde;o do Conselho Nacional de Tr&acirc;nsito (Contran), a iniciativa deve entrar em funcionamento em janeiro do ano que vem. Esta &eacute; a data prevista pelo Departamento Nacional de Tr&acirc;nsito (Denatran) para que se comece a instalar, em toda a frota rodovi&aacute;ria do pa&iacute;s, os dispositivos eletr&ocirc;nicos que armazenar&atilde;o dados dos ve&iacute;culos.</p> <p> O objetivo &eacute; facilitar o controle e a fiscaliza&ccedil;&atilde;o do tr&aacute;fego no territ&oacute;rio brasileiro por meio de monitoramento em tempo real. A implanta&ccedil;&atilde;o do sistema deve ser conclu&iacute;da at&eacute; 30 de junho de 2014.</p> <p> O desenvolvimento da tecnologia que ser&aacute; usada como base do sistema foi financiado pelos minist&eacute;rios da Ci&ecirc;ncia, Tecnologia e Inova&ccedil;&atilde;o e das Cidades e envolve investimentos de aproximadamente R$ 5 milh&otilde;es.</p> <p> Segundo o coordenador de Microinform&aacute;tica do Minist&eacute;rio da Ci&ecirc;ncia, Tecnologia e Inova&ccedil;&atilde;o, Henrique Miguel, o mecanismo funciona a partir de um sistema de radiofrequ&ecirc;ncia, que prev&ecirc; a emiss&atilde;o de sinais por antenas espalhadas pelas cidades e rodovias. Estes sinais s&atilde;o captados por um pequeno <em>chip</em> que integra a placa eletr&ocirc;nica a ser instalada no para-brisa dos ve&iacute;culos de passeio e em outros locais espec&iacute;ficos, no caso de motocicletas e carretas.</p> <p> &ldquo;&Eacute; uma esp&eacute;cie de<em> tag</em> eletr&ocirc;nico, que vai permitir o controle do tr&aacute;fego em tempo real. Ao ser acionado, o <em>chip</em> enviar&aacute; dados do ve&iacute;culo &agrave;s antenas que, por sua vez, enviar&atilde;o as informa&ccedil;&otilde;es para as centrais de processamento, que verificar&atilde;o a situa&ccedil;&atilde;o do ve&iacute;culo analisado. A tecnologia desenvolvida &eacute; bastante complexa e representa uma solu&ccedil;&atilde;o segura e barata, que pode ser reproduzida&rdquo;, disse.</p> <p> Entre as aplica&ccedil;&otilde;es do sistema, Miguel destaca a possibilidade de localizar um carro furtado e associ&aacute;-lo ao propriet&aacute;rio, facilitando a recupera&ccedil;&atilde;o do ve&iacute;culo e evitando a clonagem. Al&eacute;m disso, ser&aacute; poss&iacute;vel fiscalizar a velocidade m&eacute;dia dos autom&oacute;veis e a circula&ccedil;&atilde;o em locais e hor&aacute;rios em que ela for proibida.</p> <p> O Siniav tamb&eacute;m facilitar&aacute; o servi&ccedil;o de cruzamento de dados relativos aos ve&iacute;culos e &agrave;s obriga&ccedil;&otilde;es do propriet&aacute;rio, como o licenciamento anual e o pagamento de impostos e de multas. Com o projeto, espera-se aumentar a seguran&ccedil;a no envio de cargas e diminuir filas em ped&aacute;gios, com a possibilidade de abertura autom&aacute;tica de cancelas por meio da leitura do <em>chip</em>.</p> <p> Henrique Miguel disse que, por se tratar de tecnologia in&eacute;dita, o Denatran p&ocirc;de formalizar o registro de patente no Instituto Nacional de Propriedade Intelectual.</p> <p> As informa&ccedil;&otilde;es obrigat&oacute;rias que ficar&atilde;o armazenadas no dispositivo s&atilde;o: n&uacute;mero de s&eacute;rie do <em>chip</em>, identifica&ccedil;&atilde;o da placa, categoria e tipo do ve&iacute;culo.</p> <p> De acordo com Henrique Miguel, o servi&ccedil;o prev&ecirc; a confidencialidade das informa&ccedil;&otilde;es relacionadas ao propriet&aacute;rio e o protocolo de seguran&ccedil;a utilizado &eacute; confi&aacute;vel, baseado em chaves de prote&ccedil;&atilde;o &ldquo;extremamente modernas&rdquo;.</p> <p> Segundo a assessoria de imprensa do Minist&eacute;rio das Cidades, ao qual est&aacute; submetido o Denatran, a instala&ccedil;&atilde;o das placas eletr&ocirc;nicas caber&aacute; aos departamentos estaduais de Tr&acirc;nsito (Detrans). O custo para instala&ccedil;&atilde;o do <em>tag</em> eletr&ocirc;nico, anteriormente estimado em R$ 5, vai depender de licita&ccedil;&atilde;o p&uacute;blica e ficar&aacute; a cargo do propriet&aacute;rio do ve&iacute;culo, devendo ser cobrado junto com o licenciamento dos autom&oacute;veis.</p> <p class="western" style="margin-bottom: 0cm"> A assessoria da pasta informou que ainda est&atilde;o sendo definidas as san&ccedil;&otilde;es que ser&atilde;o aplicadas aos propriet&aacute;rios de ve&iacute;culos flagrados sem o <em>chip</em> ap&oacute;s o prazo final de implementa&ccedil;&atilde;o do sistema, o que pode incluir multa e perda de pontos na carteira de habilita&ccedil;&atilde;o.</p> <p> O Siniav foi criado pela Resolu&ccedil;&atilde;o n&ordm; 212/2006 do Contran para modernizar a tecnologia dos equipamentos e procedimentos empregados na preven&ccedil;&atilde;o, fiscaliza&ccedil;&atilde;o e repress&atilde;o ao furto e roubo de ve&iacute;culos e cargas. Segundo o Minist&eacute;rio das Cidades, a demora na implementa&ccedil;&atilde;o da iniciativa pode ser explicada pela necessidade de garantir abrang&ecirc;ncia nacional &agrave; a&ccedil;&atilde;o, al&eacute;m da integra&ccedil;&atilde;o de &oacute;rg&atilde;os p&uacute;blicos, como os Detrans, a Ag&ecirc;ncia Nacional de Transportes Terrestres e a Receita Federal.</p> <p> <em>Edi&ccedil;&atilde;o: N&aacute;dia Franco</em>//<em>A mat&eacute;ria foi atualizada &agrave;s 15h58 para atualiza&ccedil;&atilde;o de dado fornecido pelo Minist&eacute;rio das Cidades: o custo para instala&ccedil;&atilde;o do tag eletr&ocirc;nico, anteriormente estimado em R$ 5, vai depender de licita&ccedil;&atilde;o p&uacute;blica</em></p> Agência Brasil automática chip eletrônico conselho contran denatran EBC frota funcionamento identificação Nacional rodoviária Siniav sistema trânsito veículos Wed, 03 Oct 2012 18:58:59 +0000 nfranco 704495 at http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil Sistema de identificação automática de veículos entrará em funcionamento em janeiro http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/noticia/2012-10-03/sistema-de-identificacao-automatica-de-veiculos-entrara-em-funcionamento-em-janeiro <p> Thais Leit&atilde;o<br /> <em>Rep&oacute;rter da Ag&ecirc;ncia Brasil</em></p> <p> Bras&iacute;lia &ndash; Seis anos depois da cria&ccedil;&atilde;o do Sistema Nacional de Identifica&ccedil;&atilde;o Autom&aacute;tica de Ve&iacute;culos (Siniav) por uma resolu&ccedil;&atilde;o do Conselho Nacional de Tr&acirc;nsito (Contran), a iniciativa deve entrar em funcionamento em janeiro do ano que vem. Esta &eacute; a data prevista pelo Departamento Nacional de Tr&acirc;nsito (Denatran) para que se comece a instalar, em toda a frota rodovi&aacute;ria do pa&iacute;s, os dispositivos eletr&ocirc;nicos que armazenar&atilde;o dados dos ve&iacute;culos.</p> <p> O objetivo &eacute; facilitar o controle e a fiscaliza&ccedil;&atilde;o do tr&aacute;fego no territ&oacute;rio brasileiro por meio de monitoramento em tempo real. A implanta&ccedil;&atilde;o do sistema deve ser conclu&iacute;da at&eacute; 30 de junho de 2014.</p> <p> O desenvolvimento da tecnologia que ser&aacute; usada como base do sistema foi financiado pelos minist&eacute;rios da Ci&ecirc;ncia, Tecnologia e Inova&ccedil;&atilde;o e das Cidades e envolve investimentos de aproximadamente R$ 5 milh&otilde;es.</p> <p> Segundo o coordenador de Microinform&aacute;tica do Minist&eacute;rio da Ci&ecirc;ncia, Tecnologia e Inova&ccedil;&atilde;o, Henrique Miguel, o mecanismo funciona a partir de um sistema de radiofrequ&ecirc;ncia, que prev&ecirc; a emiss&atilde;o de sinais por antenas espalhadas pelas cidades e rodovias. Estes sinais s&atilde;o captados por um pequeno <em>chip</em> que integra a placa eletr&ocirc;nica a ser instalada no para-brisa dos ve&iacute;culos de passeio e em outros locais espec&iacute;ficos, no caso de motocicletas e carretas.</p> <p> &ldquo;&Eacute; uma esp&eacute;cie de<em> tag</em> eletr&ocirc;nico, que vai permitir o controle do tr&aacute;fego em tempo real. Ao ser acionado, o <em>chip</em> enviar&aacute; dados do ve&iacute;culo &agrave;s antenas que, por sua vez, enviar&atilde;o as informa&ccedil;&otilde;es para as centrais de processamento, que verificar&atilde;o a situa&ccedil;&atilde;o do ve&iacute;culo analisado. A tecnologia desenvolvida &eacute; bastante complexa e representa uma solu&ccedil;&atilde;o segura e barata, que pode ser reproduzida&rdquo;, disse.</p> <p> Entre as aplica&ccedil;&otilde;es do sistema, Miguel destaca a possibilidade de localizar um carro furtado e associ&aacute;-lo ao propriet&aacute;rio, facilitando a recupera&ccedil;&atilde;o do ve&iacute;culo e evitando a clonagem. Al&eacute;m disso, ser&aacute; poss&iacute;vel fiscalizar a velocidade m&eacute;dia dos autom&oacute;veis e a circula&ccedil;&atilde;o em locais e hor&aacute;rios em que ela for proibida.</p> <p> O Siniav tamb&eacute;m facilitar&aacute; o servi&ccedil;o de cruzamento de dados relativos aos ve&iacute;culos e &agrave;s obriga&ccedil;&otilde;es do propriet&aacute;rio, como o licenciamento anual e o pagamento de impostos e de multas. Com o projeto, espera-se aumentar a seguran&ccedil;a no envio de cargas e diminuir filas em ped&aacute;gios, com a possibilidade de abertura autom&aacute;tica de cancelas por meio da leitura do <em>chip</em>.</p> <p> Henrique Miguel disse que, por se tratar de tecnologia in&eacute;dita, o Denatran p&ocirc;de formalizar o registro de patente no Instituto Nacional de Propriedade Intelectual.</p> <p> As informa&ccedil;&otilde;es obrigat&oacute;rias que ficar&atilde;o armazenadas no dispositivo s&atilde;o: n&uacute;mero de s&eacute;rie do <em>chip</em>, identifica&ccedil;&atilde;o da placa, categoria e tipo do ve&iacute;culo.</p> <p> De acordo com Henrique Miguel, o servi&ccedil;o prev&ecirc; a confidencialidade das informa&ccedil;&otilde;es relacionadas ao propriet&aacute;rio e o protocolo de seguran&ccedil;a utilizado &eacute; confi&aacute;vel, baseado em chaves de prote&ccedil;&atilde;o &ldquo;extremamente modernas&rdquo;.<br /> &nbsp;</p> <p class="western" style="margin-bottom: 0cm"> Segundo a assessoria de imprensa do Minist&eacute;rio das Cidades, ao qual est&aacute; submetido o Denatran, a instala&ccedil;&atilde;o das placas eletr&ocirc;nicas caber&aacute; aos departamentos estaduais de Tr&acirc;nsito (Detrans). O custo para instala&ccedil;&atilde;o do <em>tag</em> eletr&ocirc;nico, anteriormente estimado em R$ 5, vai depender de licita&ccedil;&atilde;o p&uacute;blica e ficar&aacute; a cargo do propriet&aacute;rio do ve&iacute;culo, devendo ser cobrado junto com o licenciamento dos autom&oacute;veis.</p> <p class="western" style="margin-bottom: 0cm"> A assessoria da pasta informou que ainda est&atilde;o sendo definidas as san&ccedil;&otilde;es que ser&atilde;o aplicadas aos propriet&aacute;rios de ve&iacute;culos flagrados sem o <em>chip</em> ap&oacute;s o prazo final de implementa&ccedil;&atilde;o do sistema, o que pode incluir multa e perda de pontos na carteira de habilita&ccedil;&atilde;o.</p> <p> O Siniav foi criado pela Resolu&ccedil;&atilde;o n&ordm; 212/2006 do Contran para modernizar a tecnologia dos equipamentos e procedimentos empregados na preven&ccedil;&atilde;o, fiscaliza&ccedil;&atilde;o e repress&atilde;o ao furto e roubo de ve&iacute;culos e cargas. Segundo o Minist&eacute;rio das Cidades, a demora na implementa&ccedil;&atilde;o da iniciativa pode ser explicada pela necessidade de garantir abrang&ecirc;ncia nacional &agrave; a&ccedil;&atilde;o, al&eacute;m da integra&ccedil;&atilde;o de &oacute;rg&atilde;os p&uacute;blicos, como os Detrans, a Ag&ecirc;ncia Nacional de Transportes Terrestres e a Receita Federal.</p> <p> <em>Edi&ccedil;&atilde;o: N&aacute;dia Franco</em>//<em>A mat&eacute;ria foi atualizada &agrave;s 15h58 para atualiza&ccedil;&atilde;o de dado fornecido pelo Minist&eacute;rio das Cidades: o custo para instala&ccedil;&atilde;o do tag eletr&ocirc;nico, anteriormente estimado em R$ 5, vai depender de licita&ccedil;&atilde;o p&uacute;blica</em></p> Agência Brasil automática chip eletrônico conselho contran denatran EBC frota funcionamento identificação Nacional rodoviária Siniav sistema trânsito veículos Wed, 03 Oct 2012 09:08:19 +0000 gracaadjuto 704452 at http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil