Eletrosul http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil/taxonomy/term/120178/all pt-br Telebras e Eletrosul firmam parceria para acelerar implantação da banda larga no Sul do país http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil/noticia/2013-08-15/telebras-e-eletrosul-firmam-parceria-para-acelerar-implantacao-da-banda-larga-no-sul-do-pais <p>Sabrina Craide<br /> <em>Rep&oacute;rter da Ag&ecirc;ncia Brasil</em></p> <p> Bras&iacute;lia - A Telebras e a Eletrosul firmaram hoje (15) uma parceria para fazer uma integra&ccedil;&atilde;o operacional e comercial nos estados do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina, do Paran&aacute;, de Mato Grosso do Sul e parte de S&atilde;o Paulo. Pelo acordo, a Telebras vai utilizar o sistema de comunica&ccedil;&atilde;o da Eletrosul para acelerar a implanta&ccedil;&atilde;o do Programa Nacional de Banda Larga (PNBL) aos munic&iacute;pios desses estados.</p> <p> Com isso, a Telebras vai deixar de pagar pelo aluguel da rede de fibra &oacute;tica da Eletrosul, diminuindo os custos com equipamentos. &ldquo;Teremos um ganho de escala significativo e teremos mais condi&ccedil;&otilde;es de fazer novos investimentos necess&aacute;rios para aumentar a capilaridade da rede na regi&atilde;o da Eletrosul&rdquo;, disse o presidente da Telebras, Caio Bonilha. As duas empresas tamb&eacute;m v&atilde;o fazer planejamentos de investimentos conjuntos.</p> <p> Segundo Bonilha, a Telebras tem inten&ccedil;&atilde;o de firmar essa mesma parceria com outras empresas do grupo Eletrobras. &ldquo;O acordo &eacute; vantajoso para ambas as partes e acredito que vamos firm&aacute;-los com outras empresas tamb&eacute;m&rdquo;, disse. O presidente da Eletrosul, Eurides Luiz Mescolotto, explicou que o acordo firmado hoje vai facilitar parcerias futuras. &ldquo;Vai ajudar porque j&aacute; tem o arcabou&ccedil;o jur&iacute;dico pronto. Claro que cada uma tem suas peculiaridades, mas acredito que vamos chegar l&aacute;&rdquo;.</p> <p> O ministro das Comunica&ccedil;&otilde;es, Paulo Bernardo, destacou que &eacute; preciso otimizar os investimentos em infraestrutura no pa&iacute;s. &ldquo;O Brasil &eacute; muito grande e n&atilde;o podemos ficar desperdi&ccedil;ando dinheiro. O uso maximizado das redes &eacute; muito importante&rdquo;, disse.</p> <p> <em>Edi&ccedil;&atilde;o: F&aacute;bio Massalli</em></p> <p> Todo o conte&uacute;do deste site est&aacute; publicado sob a Licen&ccedil;a Creative Commons Atribui&ccedil;&atilde;o 3.0 Brasil. Para reproduzir o material &eacute; necess&aacute;rio apenas dar cr&eacute;dito &agrave; <strong>Ag&ecirc;ncia Brasil</strong></p> banda larga de Mato Grosso do Sul de Santa Catarina do Paraná Economia Eletrosul implantação da banda larga Programa Nacional de Banda Larga rio grande do sul são paulo sul do país Telebras Thu, 15 Aug 2013 20:40:00 +0000 fabio.massalli 728200 at http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil Eletrosul inaugura hidrelétrica no Rio Grande do Sul http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil/noticia/2012-12-20/eletrosul-inaugura-hidreletrica-no-rio-grande-do-sul <p> <em>Da Ag&ecirc;ncia Brasil</em></p> <p> <img alt="" src="http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/sites/_agenciabrasil/files/imagecache/300x225/gallery_assist/27/gallery_assist710576/prev/DSC_3420.jpg" style="width: 300px; height: 225px; margin: 4px; float: right;" />Bras&iacute;lia - A Eletrosul inaugura amanh&atilde;(21) a Hidrel&eacute;trica Passo S&atilde;o Jo&atilde;o, entre os munic&iacute;pios de Roque Gonzales e Dezesseis de Novembro (RS). Com investimento de R$ 600 milh&otilde;es, a usina, viabilizada pelo Programa de Acelera&ccedil;&atilde;o do Crescimento (PAC), vai gerar energia suficiente para abastecer aproximadamente 580 mil habitantes.O empreendimento faz parte de um conjunto de investimento da Eletrosul de mais de R$ 4 bilh&otilde;es na Regi&atilde;o Sul.</p> <p> Em Sant&#39;Ana do Livramento, no Rio Grande do Sul, a estatal implantou seu primeiro empreendimento e&oacute;lico, o Complexo Cerro Chato, com 90 megawatts (MW) de capacidade. As obras come&ccedil;aram em maio de 2011. No entorno da localidade, a Eletrosul est&aacute; construindo o Complexo E&oacute;lico Livramento, com 78 MW, e mais dois parques e&oacute;licos, um em Santa Vit&oacute;ria do Palmar e outro em Chu&iacute;, que somam 402 MW.</p> <p> <em>Edi&ccedil;&atilde;o: F&aacute;bio Massalli</em></p> Complexo Eólico Dezesseis de Novembro Economia Eletrosul hidrelétrica parque eólico rio grande do sul Roque Gonzales Santana do Livramento Thu, 20 Dec 2012 19:33:17 +0000 fabio.massalli 710574 at http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil Eletrosul coloca nova usina em operação e vai disputar eólicas em leilão http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil/noticia/2012-12-10/eletrosul-coloca-nova-usina-em-operacao-e-vai-disputar-eolicas-em-leilao <p class="western" style="margin-bottom: 0cm"> <img alt="" src="http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/sites/_agenciabrasil/files/imagecache/300x225/gallery_assist/27/gallery_assist709778/prev/AgenciaBrasil101212_DSC0120.JPG" style="width: 300px; height: 225px; margin: 3px; float: right;" />Pedro Peduzzi<br /> <em>Rep&oacute;rter da Ag&ecirc;ncia Brasil</em></p> <p> Bras&iacute;lia - Com capacidade instalada de 361 megawatts (MW) e um aporte de cerca de R$ 1,4 bilh&atilde;o, a Usina Mau&aacute;, localizada no Paran&aacute;, inaugurar&aacute; comercialmente duas de suas cinco turbinas a partir da pr&oacute;xima quarta-feira (12), gerando energia para o Sistema Interligado Nacional (SIN). As demais turbinas encontram-se na fase de testes e devem entrar em opera&ccedil;&atilde;o at&eacute; o final de janeiro de 2013, com gera&ccedil;&atilde;o suficiente para atender 1 milh&atilde;o de consumidores.</p> <p> &ldquo;J&aacute; come&ccedil;amos a gerar renda com esse empreendimento. Sabemos que se trata de bom neg&oacute;cio e que os pr&oacute;ximos 30 anos [prazo da concess&atilde;o da usina] ser&atilde;o tempo mais que suficiente para obtermos todo o retorno [e lucro] pelo investimento feito&rdquo;, disse &agrave; <strong>Ag&ecirc;ncia Brasil</strong> o presidente da Eletrosul, Eurides Mescolotto.</p> <p> A concess&atilde;o de Mau&aacute; pertence ao Cons&oacute;rcio Energ&eacute;tico Cruzeiro do Sul, formado pela Companhia Paranaense de Energia (Copel ), detentor de 51% do empreendimento, e pela Eletrosul Centrais El&eacute;tricas/Eletrobras, com 49%.</p> <p> &ldquo;Para n&oacute;s &eacute; ainda mais especial por essa usina representar nosso retorno &agrave; gera&ccedil;&atilde;o de energia no Paran&aacute;&rdquo;, acrescentou Mescolotto, ap&oacute;s lembrar que a Eletrosul havia atuado nas usinas de Salto Os&oacute;rio e de Santo Santiago &ndash; antes de serem privatizadas, durante o segundo mandato de Fernando Henrique Cardoso.</p> <p> O empreendimento est&aacute; entre os previstos no Programa de Acelera&ccedil;&atilde;o do Crescimento (PAC). Foi constru&iacute;do entre os munic&iacute;pios paranaenses de Tel&ecirc;maco Borba e Ortigueira, aproveitando a for&ccedil;a das &aacute;guas do Rio Tibagi. A barragem tem 745 metros de comprimento na crista e 85 metros de altura m&aacute;xima. A superf&iacute;cie do reservat&oacute;rio tem 84 quil&ocirc;metros quadrados.</p> <p> A Eletrosul pretende ampliar a atua&ccedil;&atilde;o na gera&ccedil;&atilde;o de energia limpa, em especial nas fontes e&oacute;licas. &ldquo;Vamos participar do leil&atilde;o A-5 [de contrata&ccedil;&atilde;o de energia de reserva, a partir de fontes hidrel&eacute;trica, e&oacute;lica e termel&eacute;trica] da pr&oacute;xima sexta-feira [14]. Nele, teremos uma dedica&ccedil;&atilde;o especial para a e&oacute;lica&rdquo;, antecipou Mescolotto.</p> <p> &ldquo;Vamos nos tornar o maior <em>player</em> de [gera&ccedil;&atilde;o de energia] e&oacute;lica no Sul. J&aacute; temos empreendimentos prontos e em constru&ccedil;&atilde;o. Em Santana do Livramento [RS], temos uma geradora com capacidade de 90MW em opera&ccedil;&atilde;o comercial. H&aacute; outros 480 MW em constru&ccedil;&atilde;o tamb&eacute;m no Rio Grande do Sul. Um em Santa Vit&oacute;ria do Palmar, e outro em Chu&iacute;&quot;, informou.</p> <p> &quot;N&oacute;s sabemos do potencial para energia e&oacute;lica no limite com o Uruguai, onde h&aacute; ventos muito bons, compar&aacute;veis com os do Nordeste&rdquo;, acrescentou o presidente da Eletrosul.</p> <p> <em>Edi&ccedil;&atilde;o: Carolina Pimentel</em></p> Economia Eletrosul energia eólicas leilão turbinas usinas Mon, 10 Dec 2012 19:14:14 +0000 carolinap 709801 at http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil Complexo Eólico http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil/galeria/2012-09-14/complexo-eolico <p>Curitiba – Santa Vitória do Palmar, no litoral sul gaúcho, vai receber um dos maiores complexos eólicos da América Latina. A ordem de serviço para o início imediato das obras de construção do Complexo Eólico Geribatu foi assinado hoje (14), no município, pela Eletrosul Centrais Elétricas, subsidiária da Eletrobras com a fabricante espanhola de aerogeradores Gamesa. Na foto, Complexo Eólico Cerro Chato, em Sant’Ana do LivramentoCuritiba – Santa Vitória do Palmar, no litoral sul gaúcho, vai receber um dos maiores complexos eólicos da América Latina. A ordem de serviço para o início imediato das obras de construção do Complexo Eólico Geribatu foi assinado hoje (14), no município, pela Eletrosul Centrais Elétricas, subsidiária da Eletrobras com a fabricante espanhola de aerogeradores Gamesa. Na foto, Complexo Eólico Cerro Chato, em Sant’Ana do Livramento</p> Complexo Eólico Economia Eletrosul Fri, 14 Sep 2012 20:29:35 +0000 luciano 703288 at http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil Município do litoral gaúcho terá um dos maiores complexos eólicos da América Latina http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil/noticia/2012-09-14/municipio-do-litoral-gaucho-tera-um-dos-maiores-complexos-eolicos-da-america-latina <p class="western" style="line-height: 0.37cm"> <br /> <font face="Times New Roman, serif"><font size="3"><img alt="" src="http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/sites/_agenciabrasil/files/imagecache/300x225/gallery_assist/26/gallery_assist703288/prev/Usina%20E%C3%B3lica%20CERRO%20chato.jpg" style="width: 300px; height: 225px; margin-left: 5px; margin-right: 5px; float: right;" />Fernando C&eacute;sar Oliveira</font></font></p> <p class="western" style="line-height: 0.37cm"> <em><font face="Times New Roman, serif"><font size="3">Rep&oacute;rter da Ag&ecirc;ncia Brasil</font></font></em></p> <p class="western" style="line-height: 0.37cm"> <br /> &nbsp;</p> <p class="western" style="line-height: 0.37cm"> <font face="Times New Roman, serif"><font size="3">Curitiba &ndash; Santa Vit&oacute;ria do Palmar, no litoral sul ga&uacute;cho, vai receber um dos maiores complexos e&oacute;licos da Am&eacute;rica Latina. A ordem de servi&ccedil;o para o in&iacute;cio imediato das obras de constru&ccedil;&atilde;o do Complexo E&oacute;lico Geribatu foi assinada hoje (14), no munic&iacute;pio, pela Eletrosul Centrais El&eacute;tricas, subsidi&aacute;ria da Eletrobras, com a fabricante espanhola de aerogeradores Gamesa.</font></font></p> <p class="western" style="line-height: 0.37cm"> <font face="Times New Roman, serif"><font size="3">Ser&atilde;o instalados ao todo 129 aerogeradores, distribu&iacute;dos em dez parques. O empreendimento &eacute; uma parceria da Eletrosul com o Fundo de Investimentos em Participa&ccedil;&otilde;es (FIP) Rio Bravo, que det&eacute;m 51% do neg&oacute;cio. Os 49% restantes pertencem &agrave; estatal. O investimento previsto &eacute; aproximadamente R$ 1 bilh&atilde;o.</font></font></p> <p class="western" style="line-height: 0.37cm"> <font face="Times New Roman, serif"><font size="3">Com 258 megawatts (MW) de capacidade instalada, o complexo, quando estiver em pleno funcionamento, no final do primeiro trimestre de 2014, dever&aacute; produzir energia equivalente ao consumo de mais de 1,6 milh&atilde;o de pessoas.</font></font></p> <p class="western" style="line-height: 0.37cm"> <font face="Times New Roman, serif"><font size="3">&quot;As primeiras turbinas e&oacute;licas j&aacute; v&atilde;o estar em opera&ccedil;&atilde;o no segundo semestre de 2013&quot;, disse o diretor de Engenharia e Opera&ccedil;&atilde;o da Eletrosul, Ronaldo dos Santos Cust&oacute;dio, em entrevista &agrave; <strong>Ag&ecirc;ncia Brasil</strong>. &quot;Trata-se do maior ou talvez do segundo maior empreendimento e&oacute;lico latino-americano, conforme os crit&eacute;rios de avalia&ccedil;&atilde;o, atr&aacute;s apenas de outro projeto no Nordeste brasileiro&quot;, o de Alto Sert&atilde;o 1, com capacidade de 294 MW e que envolve tr&ecirc;s munic&iacute;pios no sudoeste da Bahia: Caetit&eacute;, Igapor&atilde; e Guanambi.</font></font></p> <p class="western" style="line-height: 0.37cm"> <font face="Times New Roman, serif"><font size="3">Segundo Cust&oacute;dio, se for somada ao Complexo de Geribatu a capacidade de 144 MW de outro empreendimento e&oacute;lico da Eletrosul em Chu&iacute; (RS), a cerca de 20 quil&ocirc;metros de Santa Vit&oacute;ria do Palmar, o resultado conjunto de 402 MW de ambos os complexos seria, &quot;com certeza&quot;, o maior da Am&eacute;rica Latina. &quot;Com os investimentos em curso, a Eletrosul &eacute; hoje a estatal mais engajada na produ&ccedil;&atilde;o de energia e&oacute;lica no Brasil.&quot;</font></font></p> <p class="western" style="line-height: 0.37cm"> <font face="Times New Roman, serif"><font size="3">Al&eacute;m do Complexo Geribatu, a Eletrosul tem mais tr&ecirc;s empreendimentos e&oacute;licos, todos no Rio Grande do Sul, devido ao potencial energ&eacute;tico da regi&atilde;o. No &uacute;ltimo m&ecirc;s de junho, a empresa inaugurou o Complexo E&oacute;lico Cerro Chato, com 90 MW de capacidade, em Sant&rsquo;Ana do Livramento, pr&oacute;ximo &agrave; fronteira com o Uruguai. Nas imedia&ccedil;&otilde;es, est&aacute; sendo construindo o Complexo E&oacute;lico Livramento, com 78 MW, que dever&aacute; entrar em opera&ccedil;&atilde;o no primeiro trimestre de 2013. As obras em Chu&iacute; devem ser iniciadas ainda este ano. Os quatro empreendimentos totalizam 570 MW de pot&ecirc;ncia.</font></font></p> <p class="western" style="line-height: 0.37cm"> <font face="Times New Roman, serif"><font size="3">As primeiras obras em Santa Vit&oacute;ria do Palmar ser&atilde;o a abertura de acessos e a constru&ccedil;&atilde;o de funda&ccedil;&otilde;es e plataformas. Cerca de 70 quil&ocirc;metros de estradas ser&atilde;o abertos e recuperados. Aproximadamente 60 quil&ocirc;metros de linhas subterr&acirc;neas transportar&atilde;o a energia dos aerogeradores at&eacute; uma subesta&ccedil;&atilde;o coletora. Cada aerogerador ter&aacute; 78 metros de altura e 97 metros de di&acirc;metro.</font></font></p> <p class="western" style="line-height: 0.37cm"> <font face="Times New Roman, serif"><font size="3">Conforme a Eletrosul, as obras devem gerar cerca de 3 mil empregos diretos e indiretos na regi&atilde;o. Os aerogeradores ser&atilde;o instalados em &aacute;reas onde h&aacute; produ&ccedil;&otilde;es de arroz e cria&ccedil;&atilde;o de gado, compat&iacute;veis com a instala&ccedil;&atilde;o dos equipamentos. Os propriet&aacute;rios ser&atilde;o remunerados pela cess&atilde;o do solo. &quot;Os investimentos ir&atilde;o transformar o perfil econ&ocirc;mico da cidade de Santa Vit&oacute;ria do Palmar, que tem cerca de 32 mil habitantes&quot;, prev&ecirc; Cust&oacute;dio. &quot;Al&eacute;m dos empregos, a popula&ccedil;&atilde;o vai ganhar mais infraestrutura, seguran&ccedil;a e uma renda extra.&quot;</font></font></p> <p class="western" style="line-height: 0.37cm"> <font face="Times New Roman, serif"><font size="3">Para escoar a energia dos complexos e&oacute;licos do litoral sul ga&uacute;cho, a Eletrosul, em parceria com a Companhia Estadual de Gera&ccedil;&atilde;o e Transmiss&atilde;o de Energia El&eacute;trica do Rio Grande do Sul, ir&aacute; construir perto de 490 quil&ocirc;metros de linhas de transmiss&atilde;o, tr&ecirc;s novas subesta&ccedil;&otilde;es e ampliar uma j&aacute; existente. A previs&atilde;o &eacute; de que as obras das linhas de transmiss&atilde;o, que devem custar R$ 700 milh&otilde;es, sejam iniciadas at&eacute; dezembro.</font></font></p> <p class="western" style="line-height: 0.37cm"> &nbsp;</p> <p class="western" style="line-height: 0.37cm"> <em><font face="Times New Roman, serif"><font size="3">Edi&ccedil;&atilde;o: A&eacute;cio Amado</font></font></em></p> <p class="western" style="line-height: 0.37cm"> <br /> &nbsp;</p> Economia Eletrosul energia eólica Meio Ambiente Fri, 14 Sep 2012 20:02:01 +0000 aecioamado 703287 at http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil Eletrosul inaugura complexo de geração eólica no Rio Grande do Sul http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil/noticia/2012-06-16/eletrosul-inaugura-complexo-de-geracao-eolica-no-rio-grande-do-sul <p> Sabrina Craide<br /> <em>Rep&oacute;rter da Ag&ecirc;ncia Brasil</em></p> <p> Bras&iacute;lia &ndash; A Eletrosul inaugura oficialmente hoje (16) o Complexo E&oacute;lico Cerro Chato, com 45 aerogeradores que j&aacute; est&atilde;o j&aacute; em funcionamento, com gera&ccedil;&atilde;o total de 90 megawatts de energia. Foram investidos R$ 440 milh&otilde;es no empreendimento, localizado em Santana do Livramento, no Rio Grande do Sul.</p> <p> A obra faz parte do Programa de Acelera&ccedil;&atilde;o do Crescimento (PAC2) e &eacute; o primeiro empreendimento a entrar em opera&ccedil;&atilde;o entre os que foram contratados pelo primeiro leil&atilde;o de fontes e&oacute;licas, realizado pela Ag&ecirc;ncia Nacional de Energia El&eacute;trica (Aneel) em 2009.</p> <p> Segundo o presidente da Eletrosul, Eurides Mescolotto, a empresa est&aacute; construindo mais 21 parques na regi&atilde;o, somando 492 megawaats de energia, que dever&atilde;o entrar em funcionamento nos pr&oacute;ximos dois anos.</p> <p> &ldquo;Sabemos que a energia e&oacute;lica nunca ser&aacute; a principal fonte de nenhum pa&iacute;s, mas ela &eacute; importante como complemento de uma energia limpa e renov&aacute;vel. Nesses tempos de Rio+20, &eacute; importante mostrar para a sociedade brasileira e internacional que n&oacute;s estamos preocupados com a quest&atilde;o do planeta e temos uma capacidade de energia e&oacute;lica muito grande no pa&iacute;s&rdquo;, disse Mescolotto &agrave; <strong>Ag&ecirc;ncia Brasil</strong>.<br /> &nbsp;</p> <p class="western" style="margin-bottom: 0cm"> Acompanhe a <a href="http://www.rio20.ebc.com.br/">cobertura multim&iacute;dia</a> da <strong>Empresa Brasil de Comunica&ccedil;&atilde;o (EBC)</strong> na Rio+20.</p> <p> <em>Edi&ccedil;&atilde;o: N&aacute;dia Franco</em></p> <p> <br /> Com outros s&oacute;cios, a Eletrosul tem investimentos de R$ 2,1 bilh&otilde;es na constru&ccedil;&atilde;o de quatro grandes complexos e&oacute;licos com capacidade instalada de 570 megawatts.</p> aneel Economia Eletrosul energia eólica PAC rio grande do sul Sat, 16 Jun 2012 15:48:13 +0000 nfranco 697189 at http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil Telebras poderá usar fibra ótica de estatais do setor elétrico para expandir banda larga http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil/noticia/2011-05-25/telebras-podera-usar-fibra-otica-de-estatais-do-setor-eletrico-para-expandir-banda-larga <p> Sabrina Craide<br /> <em>Rep&oacute;rter da Ag&ecirc;ncia Brasil</em></p> <p> Bras&iacute;lia - A Telebras est&aacute; autorizada a usar as redes de fibras &oacute;ticas das empresas estatais do setor el&eacute;trico para a transmiss&atilde;o de dados no &acirc;mbito do Programa Nacional de Banda Larga (PNBL). A Ag&ecirc;ncia Nacional de Energia El&eacute;trica (Aneel) homologou hoje (25) os contratos de cess&atilde;o firmados entre a Telebras e as estatais Furnas, Chesf, Eletrosul e Eletronorte. Os acordos entre as companhias foram fechados em fevereiro, mas ainda aguardavam a anu&ecirc;ncia da ag&ecirc;ncia reguladora.</p> <p> De acordo com a Telebras, o valor dos contratos para este ano chega a R$ 3 milh&otilde;es, com car&ecirc;ncia de seis meses, e prev&ecirc; o aluguel das redes de fibra &oacute;tica instaladas nas linhas de transmiss&atilde;o de energia. A Telebras vai pagar R$ 931,4 mil para a Eletronorte, R$ 1,3 milh&atilde;o para a Chesf e R$ 873,9 mil para Furnas. O contrato com a Eletrosul n&atilde;o prev&ecirc; pagamento de aluguel este ano porque a rede da empresa s&oacute; dever&aacute; ser usada no fim de 2011. Todos os contratos t&ecirc;m validade de dez anos.</p> <p> A Telebras tamb&eacute;m assinou contrato para uso das fibras &oacute;ticas da Petrobras. A previs&atilde;o &eacute; concluir em junho o primeiro trecho da rede nacional de telecomunica&ccedil;&otilde;es (<em>backbone</em>) que atender&aacute; o PNBL. S&atilde;o 377 quil&ocirc;metros de fibras &oacute;ticas instaladas nas redes de transmiss&atilde;o de Furnas, entre Bras&iacute;lia a Itumbiara, em Goi&aacute;s.</p> <p> <em>Edi&ccedil;&atilde;o: Vinicius Doria</em></p> aneel banda larga Chesf Economia Eletrobras Eletronorte Eletrosul fibra ótica Furnas petrobras PNBL Telebras Wed, 25 May 2011 19:28:22 +0000 vinicius.doria 671229 at http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil