Ecom http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil/taxonomy/term/179121/all pt-br Falta de infraestrutura vai prejudicar os clientes de comércio eletrônico no primeiro semestre de 2014 http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil/noticia/2013-11-28/falta-de-infraestrutura-vai-prejudicar-os-clientes-de-comercio-eletronico-no-primeiro-semestre-de-201 <p>Cristina Indio do Brasil<br /> <em>Rep&oacute;rter da Ag&ecirc;ncia Brasil</em></p> <p> Rio de Janeiro - A proximidade do r&eacute;veillon, do carnaval e da Copa do Mundo vai movimentar o com&eacute;rcio eletr&ocirc;nico, que deve enfrentar dificuldade para atender &agrave; demanda crescente no Brasil, porque a infraestrutura do pa&iacute;s n&atilde;o atende &agrave;s necessidades. A previs&atilde;o &eacute; do diretor-geral do 3&ordm; Semin&aacute;rio Nacional de Com&eacute;rcio Eletr&ocirc;nico, Meios de Pagamento e Neg&oacute;cios na Web (Ecom 2013), Marcelo Castro. A expectativa, segundo ele, &eacute; atingir R$ 30 bilh&otilde;es at&eacute; 31 de dezembro, cerca de 28% a mais em rela&ccedil;&atilde;o a dezembro do ano passado.</p> <p> &ldquo;O primeiro semestre do ano vai ser muito tumultuado. Acho que a gente vai ter um pico de problemas na cadeia lojista. N&atilde;o tenho d&uacute;vida de que quem estiver comprando no <em>e-commerce </em>[com&eacute;rcio eletr&ocirc;nico] vai sofrer um pouquinho, porque o mercado continua crescendo, mas a estrutura de entrega est&aacute; limitada&rdquo;, disse.</p> <p> Al&eacute;m dos problemas de log&iacute;stica, das condi&ccedil;&otilde;es das estradas e da seguran&ccedil;a, Marcelo Castro destacou que os comerciantes no Brasil est&atilde;o enfrentando a concorr&ecirc;ncia de <em>sites </em>estrangeiros que se instalam no Brasil ou oferecem servi&ccedil;os aos clientes do pa&iacute;s. &ldquo;Europeus e americanos est&atilde;o vendo um jeito de fugir da crise l&aacute; vendendo no <em>e-commerce </em>deles aqui. A expectativa &eacute; os estrangeiros comprarem R$1,5 bilh&atilde;o aqui no Brasil, mas a previs&atilde;o &eacute; que brasileiros comprem R$ 2,6 bilh&otilde;es em <em>sites </em>estrangeiros. A gente tem que estar preparado para n&atilde;o deixar este mercado vazar para o mercado internacional&rdquo;, alertou.</p> <p> Marcelo Castro participou hoje (28), no Rio de Janeiro, da &uacute;ltima etapa do Ecom 2013, semin&aacute;rio de <em>e-commerce </em>com foco na Copa do Mundo de 2014 criado para inclus&atilde;o digital comercial. Antes do Rio, o evento passou pelas outras 11 cidades-sedes da Copa e ainda por Florian&oacute;polis e Bel&eacute;m. &ldquo;As 14 capitais, que s&atilde;o as doze da Copa mais Florian&oacute;polis e Bel&eacute;m, representam 90,2% do PIB (Produto Interno Bruto), ent&atilde;o d&aacute; uma boa cobertura econ&ocirc;mica tamb&eacute;m&rdquo;, esclareceu.</p> <p>Segundo o diretor, as empresas procuram se equipar melhor para atender aos clientes que, cada vez mais preferem fazer compras pela internet. Castro disse que, desde a primeira edi&ccedil;&atilde;o, o Ecom aumentou o n&uacute;mero de participantes. Em 2011 foram 6 mil e este ano atingiu 11 mil. Al&eacute;m disso, o p&uacute;blico se tornou mais qualificado.<br /> &nbsp;<br /> Segundo o diretor, pesquisas do Servi&ccedil;o de Prote&ccedil;&atilde;o ao Cr&eacute;dito Brasil (SPC Brasil) e a C&acirc;mara Nacional de Diretores Lojistas (CNDL), apontaram que, em m&eacute;dia, 70 % de varejistas, lojistas e comerciantes brasileiros n&atilde;o tinham endere&ccedil;o na <em>web</em>. &ldquo;Na&nbsp; nova din&acirc;mica da sociedade que a gente vive, onde o <em>e-commerce </em>cresce numa faixa de 30% ao ano, isso mostra que muitos comerciantes e lojistas est&atilde;o fora desta onda, desse momento de oportunidade. Foi pensando nisso que o projeto Ecom fez em 2011 a sua primeira <em>road show</em>&rdquo;, disse.</p> <p> <em>Edi&ccedil;&atilde;o: F&aacute;bio Massalli</em></p> <p> Todo o conte&uacute;do deste site est&aacute; publicado sob a Licen&ccedil;a Creative Commons Atribui&ccedil;&atilde;o 3.0 Brasil. &Eacute; necess&aacute;rio apenas dar cr&eacute;dito &agrave; <strong>Ag&ecirc;ncia Brasil </strong></p> comércio eletrônico Ecom Economia falta de infraestrutura infraestrutura internet Fri, 29 Nov 2013 00:41:38 +0000 fabio.massalli 735371 at http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/agenciabrasil