Agência de Segurança Nacional http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/taxonomy/term/166632/all pt-br Obama anuncia semana que vem mudanças em serviços de informação http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/noticia/2014-01-10/obama-anuncia-semana-que-vem-mudancas-em-servicos-de-informacao <p><em>Da Ag&ecirc;ncia Brasil*</em></p> <p> Bras&iacute;lia - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, vai anunciar, na pr&oacute;xima semana, a decis&atilde;o sobre quais mudan&ccedil;as ser&atilde;o feitas nos servi&ccedil;os de informa&ccedil;&otilde;es do pa&iacute;s. O an&uacute;ncio ser&aacute; feito no dia 17 de janeiro e o objetivo &eacute; alterar a regula&ccedil;&atilde;o dos programas de vigil&acirc;ncia norte-americanos, t&atilde;o criticados ap&oacute;s as den&uacute;ncias feitas pelo <a href="http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-08-22/eua-espionaram-cerca-de-56-mil-e-mails-de-cidadaos-sem-ligacao-com-terrorismo" target="_blank">ex-t&eacute;cnico da Ag&ecirc;ncia de Seguran&ccedil;a Nacional (NSA &ndash; sigla em ingl&ecirc;s), Edward Snowden</a>.</p> <p> As revela&ccedil;&otilde;es de espionagem maci&ccedil;a, fornecidas por Snowden aos jornais Washington Post (EUA) e The Guardian (Gr&atilde;-Bretanha), provocaram um conflito diplom&aacute;tico, ao tornar p&uacute;blico que os servi&ccedil;os secretos norte-americanos espionaram as comunica&ccedil;&otilde;es na Europa, incluindo as de l&iacute;deres pol&iacute;ticos como a chanceler alem&atilde; Angela Merkel e a presidenta do Brasil, Dilma Rousseff.</p> <p> O caso gerou desconfian&ccedil;a de muitos aliados em rela&ccedil;&atilde;o aos norte-americanos e aumentou o questionamento sobre o equil&iacute;brio entre privacidade individual e a batalha contra o terrorismo na sociedade dos Estados Unidos. Richard Leon, um juiz federal norte-americano, se manifestou a respeito em dezembro do ano passado, considerando que o programa de espionagem da <a href="http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-17/juiz-norte-americano-diz-que-programa-de-espionagem-da-nsa-pode-ser-inconstitucional" target="_blank">NSA poderia ser considerado inconstitucional. </a></p> <p> <em>*Com informa&ccedil;&otilde;es da Ag&ecirc;ncia Lusa</em></p> <p> Edi&ccedil;&atilde;o: F&aacute;bio Massalli</p> <p> Todo o conte&uacute;do deste site est&aacute; publicado sob a Licen&ccedil;a Creative Commons Atribui&ccedil;&atilde;o 3.0 Brasil. Para reproduzir as mat&eacute;rias &eacute; necess&aacute;rio apenas dar cr&eacute;dito &agrave; <strong>Ag&ecirc;ncia Brasil</strong></p> Agência de Segurança Nacional Edward Snowden espionagem espionagem dos estados unidos Internacional NSA obama serviços de informação Fri, 10 Jan 2014 23:22:01 +0000 fabio.massalli 738069 at http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil Espionagem pela internet entra na pauta internacional em 2013 http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/noticia/2013-12-25/espionagem-pela-internet-entra-na-pauta-internacional-em-2013 <p> Carolina Sarres<br /> <em>Rep&oacute;rter da Ag&ecirc;ncia Brasil</em></p> <p> Bras&iacute;lia &ndash; As den&uacute;ncias sobre as pr&aacute;ticas de espionagem conduzidas pela Ag&ecirc;ncia de Seguran&ccedil;a Nacional (NSA) dos Estados Unidos foi um dos assuntos de maior destaque internacional em 2013. As informa&ccedil;&otilde;es divulgadas pelo ex-consultor contratado para prestar servi&ccedil;o &agrave; NSA, Edward Snowden, colocaram a seguran&ccedil;a na internet e o direito &agrave; privacidade na pauta de organiza&ccedil;&otilde;es internacionais e na agenda bilateral de diversos pa&iacute;ses.</p> <p> A primeira den&uacute;ncia que veio &agrave; tona foi relacionada ao Brasil e ao monitoramento das comunica&ccedil;&otilde;es da presidenta Dilma Rousseff, em setembro. O governo brasileiro reagiu considerando o epis&oacute;dio inadmiss&iacute;vel e <a href="http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-05/obama-se-explicara-pessoalmente-dilma-sobre-espionagem-diz-assessor-da-casa-branca" target="_blank">cobrando explica&ccedil;&otilde;es formais</a> dos Estados Unidos.</p> <p> As justificativas do governo norte-americano, no entanto, n&atilde;o foram suficientes para revogar a decis&atilde;o de Dilma que, ap&oacute;s as den&uacute;ncias optou por cancelar uma visita de Estado ao pa&iacute;s, que estava programada para o m&ecirc;s seguinte, outubro. A descoberta de espionagem gerou <a href="http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-24/tecnologias-de-informacao-nao-podem-ser-campo-de-batalha-entre-paises" target="_blank">duras cr&iacute;ticas do Brasil aos Estados Unidos</a> na Assembleia Geral das Na&ccedil;&otilde;es Unidas (ONU), em setembro.</p> <p> Posteriormente ao caso brasileiro, foram divulgados dados que comprovaram a mesma conduta norte-americana em rela&ccedil;&atilde;o a outros pa&iacute;ses, entre os quais <a href="http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-22/franca-reafirma-exigencia-de-explicacoes-sobre-espionagem-norte-americana" target="_blank">a Fran&ccedil;a</a>, <a href="http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-25/espanha-tambem-convoca-embaixador-norte-americano-para-esclarecer-denuncias-de-espionagem" target="_blank">a Espanha</a> e <a href="http://%20http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-25/“nao-mudei-minhas-conversas-todos-ouvem-mesmo”-diz-angela-merkel" target="_blank">a Alemanha</a>, que expressaram indigna&ccedil;&atilde;o em rela&ccedil;&atilde;o ao caso e se uniram ao Brasil na demanda por explica&ccedil;&otilde;es, mudan&ccedil;as e regula&ccedil;&atilde;o.</p> <p> A Alemanha e o Brasil, <a href="http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-01/brasil-e-alemanha-apresentam-onu-resolucao-sobre-espionagem" target="_blank">apresentaram uma resolu&ccedil;&atilde;o</a> &agrave; ONU sobre o tema, que foi <a href="http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-18/brasil-comemora-aprovacao-na-onu-de-documento-contra-espionagem-eletronica" target="_blank">aprovada por unanimidade</a>.</p> <p> Em meio &agrave;s den&uacute;ncias, a situa&ccedil;&atilde;o de Edward Snowden foi tema de apelos de simpatizantes e de organiza&ccedil;&otilde;es n&atilde;o governamentais (ONGs), que multiplicaram pedidos e campanhas por asilo pol&iacute;tico. O ex-consultor acabou sendo <a href="http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-07-16/snowden-pede-asilo-temporario-russia" target="_blank">acolhido temporariamente</a> pela R&uacute;ssia.</p> <p> Recentemente, com a aproxima&ccedil;&atilde;o do fim do asilo russo, foi organizada mais uma <a href="http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-17/campanha-defende-concessao-de-asilo-no-brasil-snowden" target="_blank">campanha para que o Brasil</a> desse asilo a Snowden, o que n&atilde;o foi reconhecido pelo<a href="http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-17/itamaraty-diz-que-snowden-nao-formalizou-pedido-de-asilo" target="_blank"> governo como um pedido formal</a>.</p> <p> <em>Edi&ccedil;&atilde;o: Denise Griesinger<br /> Todo o conte&uacute;do deste site est&aacute; publicado sob a Licen&ccedil;a Creative Commons Atribui&ccedil;&atilde;o 3.0 Brasil. Para reproduzir as mat&eacute;rias, &eacute; necess&aacute;rio apenas dar cr&eacute;dito &agrave; <strong>Ag&ecirc;ncia Brasil</strong></em></p> Agência de Segurança Nacional assembleia geral Edward Snowden Internacional nações unidas Wed, 25 Dec 2013 16:23:26 +0000 deniseg 737254 at http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil Juiz norte-americano diz que programa de espionagem da NSA pode ser inconstitucional http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/noticia/2013-12-17/juiz-norte-americano-diz-que-programa-de-espionagem-da-nsa-pode-ser-inconstitucional <p><img alt="" src="http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/sites/_agenciabrasil/files/imagecache/300x225/gallery_assist/23/gallery_assist707513/prev/AgenciaBrasil310112_MCA2218.JPG" style="width: 300px; height: 225px; margin: 2px; float: right;" />Carolina Sarres<br /> <em>Rep&oacute;rter da Ag&ecirc;ncia Brasil *</em></p> <p> Bras&iacute;lia &ndash; Um juiz federal dos Estados Unidos avaliou que o armazenamento de grandes quantidades de registros telef&ocirc;nicos feito pela Ag&ecirc;ncia de Seguran&ccedil;a Nacional (NSA) viola a privacidade e pode ser considerado inconstitucional. A decis&atilde;o foi tomada ontem (16) pelo tribunal do distrito de Washington e est&aacute; sujeita a recurso mas, se mantida, pode conduzir &agrave; proibi&ccedil;&atilde;o do armazenamento indiscriminado de dados de telefonemas privados. A senten&ccedil;a foi a primeira da Justi&ccedil;a norte-americana sobre o assunto.</p> <p> &ldquo;N&atilde;o posso imaginar uma invas&atilde;o mais arbitr&aacute;ria e indiscriminada do que este armazenamento de dados pessoais sobre praticamente todos os cidad&atilde;os&rdquo;, explicou o juiz Richard Leon, em documento de 68 p&aacute;ginas.</p> <p> Apesar de a determina&ccedil;&atilde;o ainda admitir recurso, a decis&atilde;o imp&otilde;e dificuldades ao governo norte-americano, pois caracteriza o ex-consultor que prestava servi&ccedil;os &agrave; NSA, Edward Snowden, mais como um denunciante de pr&aacute;ticas ilegais do que como um traidor que representa um risco &agrave; seguran&ccedil;a nacional.</p> <p> Desde meados de 2013, Snowden vem divulgando informa&ccedil;&otilde;es sobre os m&eacute;todos e os alvos de espionagem do governo dos Estados Unidos. As den&uacute;ncias levaram a rea&ccedil;&otilde;es negativas de diversos pa&iacute;ses, como o Brasil, a Alemanha e a Fran&ccedil;a, al&eacute;m de <a href="http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-12/seguranca-na-internet-e-debatida-no-forum-mundial-de-direitos-humanos" target="_blank">suscitar uma discuss&atilde;o internacional</a> sobre a seguran&ccedil;a da transmiss&atilde;o de dados na internet.</p> <p> A decis&atilde;o do tribunal levou em conta a queixa de dois cidad&atilde;os norte-americanos, Larry Klayman e Charles Strange, contra o governo dos Estados Unidos. Segundo eles, o governo violou informa&ccedil;&otilde;es pessoais por meio do fornecimento de dados de uma empresa de telefonia &agrave; NSA.</p> <p> A decis&atilde;o do juiz Richard Leon dever&aacute; impedir o governo norte-americano de continuar a ter acesso &agrave; meta-informa&ccedil;&atilde;o (que exclui o conte&uacute;do das mensagens) sem autoriza&ccedil;&atilde;o judicial. &ldquo;Nos pr&oacute;ximos meses, outros tribunais, sem d&uacute;vida, v&atilde;o procurar encontrar o equil&iacute;brio consistente com o nosso sistema constitucional&rdquo;, explicou o juiz na senten&ccedil;a.</p> <p> O governo norte-americano argumentou que o monitoramento de comunica&ccedil;&otilde;es n&atilde;o &eacute; inconstitucional por se tratar de quest&atilde;o de seguran&ccedil;a nacional. O porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, informou que a decis&atilde;o judicial foi encaminhada ao Departamento de Justi&ccedil;a, cujo porta-voz, Andrew Ames, informou que a senten&ccedil;a est&aacute; sendo revisada.</p> <p> <em>* Com informa&ccedil;&otilde;es da Ag&ecirc;ncia Lusa e da Ag&ecirc;ncia Xinhua&nbsp;&nbsp;&nbsp; //&nbsp;&nbsp;&nbsp; Edi&ccedil;&atilde;o: Denise Griesinger<br /> Todo o conte&uacute;do deste site est&aacute; publicado sob a Licen&ccedil;a Creative Commons Atribui&ccedil;&atilde;o 3.0 Brasil. Para reproduzir as mat&eacute;rias, &eacute; necess&aacute;rio apenas dar cr&eacute;dito &agrave; <strong>Ag&ecirc;ncia Brasil</strong></em></p> Agência de Segurança Nacional Edward Snowden Internacional programa de espionagem Tue, 17 Dec 2013 12:40:19 +0000 deniseg 736710 at http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil Espanha também convoca embaixador norte-americano para esclarecer denúncias de espionagem http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/noticia/2013-10-25/espanha-tambem-convoca-embaixador-norte-americano-para-esclarecer-denuncias-de-espionagem <p>Carolina Sarres<br /> <em>Rep&oacute;rter da Ag&ecirc;ncia Brasil*</em></p> <p> Bras&iacute;lia &ndash; O governo espanhol convocou o embaixador dos Estados Unidos no pa&iacute;s, James Costos, para ser ouvido na pr&oacute;xima segunda-feira (28) sobre as not&iacute;cias divulgadas hoje (25) pela imprensa do pa&iacute;s, que informou que o Servi&ccedil;o Secreto norte-americano tamb&eacute;m teria espionado as comunica&ccedil;&otilde;es da Espanha. De acordo com as informa&ccedil;&otilde;es, a Ag&ecirc;ncia de Seguran&ccedil;a Nacional (NSA) espionou diversos membros do governo e pol&iacute;ticos, inclusive o ex-primeiro-ministro, Jos&eacute; Luis Rodr&iacute;guez Zapatero.</p> <p> A convoca&ccedil;&atilde;o do embaixador foi anunciada hoje pelo primeiro-ministro do pa&iacute;s, Mariano Rajoy, que participa, em Bruxelas, na B&eacute;lgica, do encontro de l&iacute;deres da Uni&atilde;o Europeia. O ministro de Assuntos Exteriores da Espanha, Jos&eacute; Manuel Garc&iacute;a-Margallo, disse que a reuni&atilde;o com o embaixador norte-americano est&aacute; marcada para a manh&atilde; de segunda-feira.</p> <p> O tema <a href="http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-24/cimeira-do-conselho-europeu-deve-discutir-espionagem-dos-eua-franca-e-alemanha" target="_blank">passou a ser o principal da agenda</a> na reuni&atilde;o de chefes de Estado e de Governo da Uni&atilde;o Europeia depois de, nos &uacute;ltimos dias, a imprensa internacional ter noticiado espionagem dos Estados Unidos &agrave; Fran&ccedil;a. O governo da Alemanha informou que tamb&eacute;m <a href="http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-24/espionagem-merkel-pode-prejudicar-relacoes-da-alemanha-com-os-eua" target="_blank">investiga a intercepta&ccedil;&atilde;o de chamadas </a>do telefone celular da chanceler Angela Merkel.</p> <p> &quot;N&atilde;o temos provas de que Espanha tenha sido espionada, mas estamos chamando o embaixador para obter informa&ccedil;&atilde;o. As atividades de espionagem n&atilde;o s&atilde;o apropriadas entre pa&iacute;ses s&oacute;cios e aliados. Espanha e Estados Unidos s&atilde;o pa&iacute;ses amigos e aliados e desejamos manter uma rela&ccedil;&atilde;o bilateral o mais estreita poss&iacute;vel&rdquo;, disse Rajoy.</p> <p> A condena&ccedil;&atilde;o do monitoramento de comunica&ccedil;&otilde;es feito pelos Estados Unidos j&aacute; havia sido condenado tanto por Merkel, quanto pelo presidente da Fran&ccedil;a, Fran&ccedil;ois Hollande. Os governos alem&atilde;o e franc&ecirc;s tamb&eacute;m convocaram os embaixadores dos Estados Unidos em seus pa&iacute;ses para prestar explica&ccedil;&otilde;es.</p> <p> Fran&ccedil;a e a Alemanha, por meio do presidente do Conselho Europeu, Herman van Rompuy, comunicaram que <a href="http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-25/franca-e-alemanha-buscam-entendimento-com-eua-ate-fim-do-ano" target="_blank">v&atilde;o buscar um entendimento</a> com os Estados Unidos sobre os servi&ccedil;os de espionagem at&eacute; o final do ano. A iniciativa deve ter a ades&atilde;o de outros pa&iacute;ses da Uni&atilde;o Europeia.</p> <p> O primeiro-ministro de Portugal, Pedro Passos Coelho, disse que o pa&iacute;s vai participar das conversas. Mariano Rajoy, por outro lado, informou que a Espanha n&atilde;o vai integrar esses esfor&ccedil;os por entender que quest&otilde;es relacionadas &agrave; intelig&ecirc;ncia s&atilde;o de responsabilidade dos governos nacionais e n&atilde;o da Uni&atilde;o Europeia.</p> <p> <em>*Com informa&ccedil;&otilde;es da Lusa&nbsp;&nbsp; //&nbsp;&nbsp; Edi&ccedil;&atilde;o: Denise Griesinger<br /> Todo o conte&uacute;do deste site est&aacute; publicado sob a Licen&ccedil;a Creative Commons Atribui&ccedil;&atilde;o 3.0 Brasil. Para reproduzir as mat&eacute;rias &eacute; necess&aacute;rio apenas dar cr&eacute;dito &agrave; Ag&ecirc;ncia Brasil</em></p> Agência de Segurança Nacional alemanha Espanha espionagem frança Internacional serviço secreto Fri, 25 Oct 2013 16:12:33 +0000 deniseg 733719 at http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil Atualizada - Itamaraty protesta contra retenção de brasileiro em aeroporto de Londres http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/noticia/2013-08-18/atualizada-itamaraty-protesta-contra-retencao-de-brasileiro-em-aeroporto-de-londres <p>Thais Leit&atilde;o<br /> <em>Rep&oacute;rter da Ag&ecirc;ncia Brasil</em></p> <p>Bras&iacute;lia &ndash; O Minist&eacute;rio das Rela&ccedil;&otilde;es Exteriores, Itamaraty, divulgou nota hoje (18) em que classifica como &quot;medida injustific&aacute;vel&quot; a reten&ccedil;&atilde;o de um brasileiro no Aeroporto de Heathrow, em Londres, por nove horas, per&iacute;odo em que ficou incomunic&aacute;vel. Segundo o documento, o governo brasileiro manifesta &quot;grave preocupa&ccedil;&atilde;o&quot; em rela&ccedil;&atilde;o ao epis&oacute;dio, ocorrido neste domingo.</p> <p><a href="http://www.itamaraty.gov.br/sala-de-imprensa/notas-a-imprensa/retencao-de-nacional-brasileiro-em-londres" target="_blank">A nota</a> n&atilde;o informa a identidade do brasileiro, mas, de acordo com jornal brit&acirc;nico <em>The Guardian,</em> trata-se de David Miranda, companheiro do jornalista norte-americano Glenn Greenwald, autor de diversas reportagens sobre o programas de ciberespionagem promovidos pela Ag&ecirc;ncia de Seguran&ccedil;a Nacional norte-americana (NSA).</p> <p> As reportagens, baseadas em documentos fornecidos por Edward Snowden, ex-funcion&aacute;rio de uma empresa terceirizada que prestava servi&ccedil;os &agrave; NSA, foram publicadas no mesmo <em>The Guardian</em>. Em artigo publicado hoje no <em>site</em> do jornal, Greenwald avalia o epis&oacute;dio com uma tentativa fracassada de intimida&ccedil;&atilde;o e diz que produzir&aacute; efeito oposto ao esperado.</p> <p> A a&ccedil;&atilde;o, de acordo com o Itamaraty, foi baseada na legisla&ccedil;&atilde;o brit&acirc;nica de combate ao terrorismo e envolveu uma pessoa &quot;contra quem n&atilde;o pesam quaisquer acusa&ccedil;&otilde;es que possam legitimar o uso de referida legisla&ccedil;&atilde;o&quot;. Ainda segundo a nota, &quot;o governo brasileiro espera que incidentes como o registrado hoje com o cidad&atilde;o brasileiro n&atilde;o se repitam&quot;.</p> <p> Tamb&eacute;m por suspeitas de liga&ccedil;&atilde;o com terrorismo, policiais de Londres mataram, em 2005, o mineiro Jean Charles de Menezes, de 27 anos. Ele foi confundido com um terrorista em um trem do metr&ocirc; da capital brit&acirc;nica. A morte de Jean Charles ocorreu depois de uma s&eacute;rie de atentados ao sistema de transporte p&uacute;blico de Londres.</p> <p style="margin-bottom: 0cm"><em>Edi&ccedil;&atilde;o: </em><em>Davi Oliveira</em></p> <p style="margin-bottom: 0cm"><em>Todo o conte&uacute;do deste site est&aacute; publicado sob a Licen&ccedil;a Creative Commons Atribui&ccedil;&atilde;o 3.0 Brasil. &Eacute; necess&aacute;rio apenas dar cr&eacute;dito &agrave;</em><em><i> </i></em><strong><i>Ag&ecirc;ncia Brasil</i></strong></p> Agência de Segurança Nacional espionagem Glenn Greenwald Internacional nota prisão de brasileiro protesto do Itamaraty The Guardian Sun, 18 Aug 2013 22:24:56 +0000 davi.oliveira 728358 at http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil Brasil terá centro de certificação para evitar equipamentos que possibilitem espionagem http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/noticia/2013-08-14/brasil-tera-centro-de-certificacao-para-evitar-equipamentos-que-possibilitem-espionagem <p><img alt="" src="http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/sites/_agenciabrasil/files/imagecache/300x225/gallery_assist/23/gallery_assist707513/prev/AgenciaBrasil310112_MCA2075.JPG" style="width: 300px; height: 225px; margin: 2px; float: right;" />Pedro Peduzzi<br /> <em>Rep&oacute;rter da Ag&ecirc;ncia Brasil</em></p> <p> Bras&iacute;lia &ndash; Brasil ter&aacute;, ainda em 2014, um centro de certifica&ccedil;&atilde;o que permitir&aacute; ao pa&iacute;s ter maior seguran&ccedil;a no uso de equipamentos que evitem o monitoramento de dados pela internet. Dessa forma, pretende-se dificultar a ocorr&ecirc;ncia de situa&ccedil;&otilde;es como as denunciadas pelo ex-funcion&aacute;rio de uma empresa terceirizada que prestava servi&ccedil;os &agrave; Ag&ecirc;ncia de Seguran&ccedil;a Nacional norte-americana (NSA), Edward Snowden.</p> <p> A previs&atilde;o &eacute; do chefe do Departamento de Ci&ecirc;ncia e Tecnologia do Ex&eacute;rcito, general Sinclair Mayer. Ele disse hoje (14) que o uso de equipamentos importados para o gerenciamento de rede representam grande risco para a preserva&ccedil;&atilde;o de informa&ccedil;&otilde;es. A dificuldade fica ainda maior porque a ind&uacute;stria nacional n&atilde;o tem condi&ccedil;&otilde;es de fornecer todos os equipamentos necess&aacute;rios.</p> <p> Por isso, o governo est&aacute; criando &quot;um centro de certifica&ccedil;&atilde;o de equipamentos que possam ser usados de forma mais segura&quot; para evitar espionagens, anunciou Mayer durante audi&ecirc;ncia p&uacute;blica na C&acirc;mara dos Deputados, para discutir sistemas de guarda e fluxo de conte&uacute;do de informa&ccedil;&otilde;es no Brasil.</p> <p> Com esse centro de certifica&ccedil;&atilde;o, o governo pretende evitar o uso de equipamentos que tenham &ldquo;portas que permitam o vazamento de informa&ccedil;&otilde;es n&atilde;o desejadas&rdquo;, acrescentou. A expectativa &eacute; que esse centro de certifica&ccedil;&atilde;o comece a funcionar no ano que vem.</p> <p> Presente na audi&ecirc;ncia p&uacute;blica, o ministro das Comunica&ccedil;&otilde;es, Paulo Bernardo, disse ter &quot;certeza de que eles [EUA] fazem um monitoramento muito mais profundo&quot; do que apenas de metadados, que s&atilde;o registros de acessos, referentes a informa&ccedil;&otilde;es como hor&aacute;rios e n&uacute;meros de liga&ccedil;&otilde;es ou endere&ccedil;os de <em>e-mails</em>. Para o ministro, o caso de espionagem norte-americana refor&ccedil;a a necessidade de o Brasil criar um marco civil da internet mais avan&ccedil;ado.</p> <p> &ldquo;Ap&oacute;s ter sido informado de que foi monitorado pelos Estados Unidos, o governo da Alemanha anunciou nesta semana medidas como a obrigatoriedade de armazenamento de banco de dados de empresas [de internet, como Google e Facebook] no pr&oacute;prio pa&iacute;s. N&oacute;s temos de fazer o mesmo, e isso pede uma medida legislativa&rdquo;, disse o ministro ao defender que as medidas constem no Marco Civil.</p> <p> O diretor do Departamento de Seguran&ccedil;a da Informa&ccedil;&atilde;o e Comunica&ccedil;&otilde;es (Dsic), do Gabinete de Seguran&ccedil;a Institucional (GSI), Raphael Mandarino J&uacute;nior, informou que o &oacute;rg&atilde;o registra cerca de 2.100 incidentes por hora, em redes do governo federal na internet. Parte desses incidentes est&aacute; relacionada a tentativas de coleta de informa&ccedil;&otilde;es nos bancos de dados do governo.</p> <p> &ldquo;O que n&atilde;o se consegue resolver &eacute; enviado &agrave; minha equipe. S&atilde;o cerca de 60 incidentes por dia. Nosso expediente n&atilde;o termina at&eacute; que os solucionemos&rdquo;, disse o diretor do GSI, que elogiou alguns sistemas de seguran&ccedil;a de informa&ccedil;&atilde;o, em especial algoritmos, desenvolvidos em parceria com a Ag&ecirc;ncia Brasileira de Intelig&ecirc;ncia (Abin). &ldquo;H&aacute; algoritmos usados h&aacute; cerca de 12 anos sem que nunca tenham sido quebrados. Por isso eles ser&atilde;o colocados &agrave; disposi&ccedil;&atilde;o de toda a seguran&ccedil;a p&uacute;blica&rdquo;, acrescentou. &ldquo;[At&eacute; porque] qualquer celular &eacute; uma janela para atacar qualquer rede&rdquo;, completou.</p> <p> De acordo com o diretor do Centro de Pesquisas e Desenvolvimento para Seguran&ccedil;a das Comunica&ccedil;&otilde;es da Abin, Ot&aacute;vio Carlos Cunha da Silva, um dos algoritmos citados por Mandarino protege h&aacute; tr&ecirc;s anos as comunica&ccedil;&otilde;es do Estado brasileiro. &ldquo;O dom&iacute;nio de tecnologias &eacute; a grande solu&ccedil;&atilde;o [para evitar problemas de monitoramentos indesejados de informa&ccedil;&otilde;es do Estado]&rdquo;, reiterou o representante da Abin.</p> <p> <em>Edi&ccedil;&atilde;o: Denise Griesinger<br /> Todo o conte&uacute;do deste site est&aacute; publicado sob a Licen&ccedil;a Creative Commons Atribui&ccedil;&atilde;o 3.0 Brasil. Para reproduzir as mat&eacute;rias &eacute; necess&aacute;rio apenas dar cr&eacute;dito &agrave;</em><strong><em> Ag&ecirc;ncia Brasil</em></strong><br /> &nbsp;</p> Agência de Segurança Nacional centro de certificação Chefe do Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército Edward Snowden general Sinclair Mayer maior segurança monitoramento de dados pela internet Nacional NSA uso de equipamentos Wed, 14 Aug 2013 15:38:59 +0000 deniseg 728034 at http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil Colômbia envia peritos aos EUA para investigar denúncias de espionagem http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/noticia/2013-07-18/colombia-envia-peritos-aos-eua-para-investigar-denuncias-de-espionagem <p>Renata Giraldi*<br /> <em>Rep&oacute;rter da Ag&ecirc;ncia Brasil</em></p> <p> Bras&iacute;lia - O governo da Col&ocirc;mbia anunciou a cria&ccedil;&atilde;o de uma comiss&atilde;o de especialistas que ir&aacute; aos Estados Unidos buscar informa&ccedil;&otilde;es sobre as den&uacute;ncias de espionagem a cidad&atilde;os colombianos por ag&ecirc;ncias norte-americanas, conforme divulgou o ex-consultor Edward Snowden. Os peritos colombianos pretendem levantar dados na Ag&ecirc;ncia de Seguran&ccedil;a Nacional (NSA) e na Ag&ecirc;ncia de Intelig&ecirc;ncia dos Estados Unidos (CIA).</p> <p> &quot;Concordamos em olhar para uma metodologia para que possamos ter uma maior clareza e que nos d&ecirc; mais dados sobre essas informa&ccedil;&otilde;es envolvendo a Ag&ecirc;ncia de Seguran&ccedil;a dos Estados Unidos&quot;, disse a ministra dos Neg&oacute;cios Estrangeiros da Col&ocirc;mbia, Mar&iacute;a &Aacute;ngela Holgu&iacute;n.</p> <p> A ministra confirmou ter conversado com o embaixador dos Estados Unidos em Bogot&aacute;, Michael Mckinley. Na conversa, a chanceler cobrou explica&ccedil;&otilde;es do diplomata norte-americano. &quot;[Foi o embaixador que] prop&ocirc;s a cria&ccedil;&atilde;o de uma equipa que trabalhe com as pessoas indicadas por parte dos Estados Unidos para que possamos entender essa quest&atilde;o&quot;, ressaltou.</p> <p> A chanceler disse ainda que reclamou com o embaixador norte-americano sobre as den&uacute;ncias de um esquema de espionagem de colombianos. &ldquo;Eu manifestei o inconformismo e o respeito que t&ecirc;m de existir pela soberania da privacidade das pessoas&quot;, disse ela.</p> <p> No Brasil, a presidenta Dilma Rousseff e v&aacute;rios ministros tamb&eacute;m reagiram &agrave;s informa&ccedil;&otilde;es sobre espionagem a cidad&atilde;os por ag&ecirc;ncias norte-americanas. Tamb&eacute;m foi criada uma comiss&atilde;o de especialistas, que se destina a estabelecer mecanismos de prote&ccedil;&atilde;o e seguran&ccedil;a no ciberespa&ccedil;o. O ministro das Rela&ccedil;&otilde;es Exteriores, Antonio Patriota, cobrou explica&ccedil;&otilde;es e informa&ccedil;&otilde;es dos Estados Unidos.</p> <p> <em>*Com informa&ccedil;&otilde;es da ag&ecirc;ncia p&uacute;blica de not&iacute;cias de Portugal, <a href="http://www.lusa.pt/default.aspx?page=home Edição: Talita Cavalcante" target="_blank">Lusa</a>.</em></p> <p><em>Edi&ccedil;&atilde;o: Talita Cavalcante</em></p> Agência Brasil Agência de Inteligência dos Estados Unidos Agência de Segurança Nacional CIA denúncias Edward Snowden espionagem EUA Internacional Thu, 18 Jul 2013 12:11:57 +0000 talita.cavalcante 725904 at http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil Ex-agente norte-americano pede asilo a 21 países, diz site WikiLeaks http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/noticia/2013-07-02/ex-agente-norte-americano-pede-asilo-21-paises-diz-site-wikileaks <p>Renata Giraldi*<br /> <em>Rep&oacute;rter da Ag&ecirc;ncia Brasil</em></p> <p> Bras&iacute;lia &ndash; O ex-agente norte-americano Edward Snowden, da Ag&ecirc;ncia de Seguran&ccedil;a Nacional (NSA) dos Estados Unidos, pediu asilo pol&iacute;tico a 21 pa&iacute;ses - incluindo R&uacute;ssia, Isl&acirc;ndia, Equador, Cuba, Venezuela, &Iacute;ndia, China, Alemanha, Fran&ccedil;a e Brasil.</p> <p>As informa&ccedil;&otilde;es s&atilde;o atribu&iacute;das ao <em>site </em>WikiLeaks. Algumas solicita&ccedil;&otilde;es foram feitas em nome de Sarah Harrison, funcion&aacute;ria brit&acirc;nica do WikiLeaks, que acompanhou Snowden em 23 de junho em viagem de Hong Kong para Moscou.</p> <p>Parte dos pedidos foi feita em nome do ex-agente. Os pedidos de asilo feitos em nome de Snowden foram dirigido aos seguines pa&iacute;ses: &Aacute;ustria, Bol&iacute;via, Finl&acirc;ndia, It&aacute;lia, Irlanda, Pa&iacute;ses Baixos, Nicar&aacute;gua, Noruega, Pol&ocirc;nia, Espanha e Su&iacute;&ccedil;a. &quot;Os documentos destacam os riscos de persegui&ccedil;&atilde;o que Snowden enfrenta nos Estados Unidos&rdquo;, diz o <em>site</em>.</p> <p>Snowden est&aacute; sendo acusado pelos Estados Unidos de espionagem por divulgar que &oacute;rg&atilde;os oficiais do governo norte-americano monitoravam caixas postais, na internet, e tamb&eacute;m chamadas telef&ocirc;nicas. Segundo o ex-agente, o monitoramento envolvia tamb&eacute;m pessoas fora dos Estados Unidos, inclusive na Europa.</p> <p>O ex-agente acusa o governo dos Estados Unidos de pedir ao vice-presidente norte-americano, Joe Biden, para pressionar os l&iacute;deres mundiais com o objetivo de impedir a concess&atilde;o de visto para ele e, assim, obter a extradi&ccedil;&atilde;o.</p> <p>No documento, divulgado pelo <em>site </em>WikiLeaks, h&aacute; uma mensagem de Snowden ao presidente do Equador, Rafael Correa, agradecendo o seu apoio e recusa de extradi&ccedil;&atilde;o. Correa confirmou que Biden pediu que sejam rejeitados pedidos de asilo pol&iacute;tico de Snowden.</p> <p> <em>*Com informa&ccedil;&otilde;es da ag&ecirc;ncia p&uacute;blica de not&iacute;cias de Portugal, <a href="http://www.lusa.pt/default.aspx?page=home">Lusa</a>.&nbsp;</em></p> <p>&nbsp;</p> <p><em>Edi&ccedil;&atilde;o: Jos&eacute; Romildo<br /> </em></p> <p><em>Todo o conte&uacute;do deste site est&aacute; publicado sob a Licen&ccedil;a Creative Commons Atribui&ccedil;&atilde;o 3.0 Brasil. &Eacute; necess&aacute;rio apenas dar cr&eacute;dito &agrave; <strong>Ag&ecirc;ncia Brasil</strong></em></p> 21 países Agência de Segurança Nacional alemanha asilo político brasil China concessão de visto cuba equador estados unidos ex-agente Edward Snowden extradição frança Hong Kong Índia Internacional Islândia NSA presidente do Equador Rafael Correa risco de perseguição Rússia Venezuela vice-presidente Joe Biden wikileaks Tue, 02 Jul 2013 12:08:25 +0000 jose.romildo 724621 at http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil